Agendas setoriais de implementação do PGIRS

A finalização do processo de planejamento e a validação do Plano de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos – PGIRS, na forma localmente definida, define o início do processo de sua implementação através de Agendas setoriais de implementação do PGIRS. É responsabilidade do poder público, e também do Comitê Diretor e do próprio Grupo de Sustentação, não permitir que exista espaço vazio entre a formalização do plano e sua efetiva implantação.

Através do curso de elaboração de plano municipal de gestão integrada de resíduos sólidos você entende como o setor público pode arrecadar mais e investir mais no municípioPara isso deverão ser formuladas agendas de continuidade, envolvendo todos os agentes nas ações que, já decididas, precisam ser implantadas. Em todas as agendas é importante que sejam consideradas as ações de educação ambiental e capacitação dos agentes para melhoria progressiva do seu desempenho e dos resultados. Algumas das agendas de implementação que precisam ser estabelecidas são:

  • Agenda da Construção Civil – construtores e suas instituições representativas, caçambeiros e outros transportadores, manejadores de resíduos, distribuidores de materiais e órgãos públicos envolvidos, entre outros;
  • Agenda dos Catadores – com as organizações de catadores de materiais recicláveis e reaproveitáveis e os grandes geradores de resíduos secos.
  • Agenda A3P – com os gestores responsáveis pela Agenda Ambiental da Administração Pública nos vários setores da administração;
  • Agenda dos Resíduos Úmidos – feirantes e suas instituições representativas, setor de hotéis, bares e restaurantes, sitiantes, criadores de animais e órgãos públicos envolvidos, entre outros;
  • Agenda da Logística Reversa – comerciantes, distribuidores, fabricantes, órgãos públicos envolvidos e outros;
  • Agenda dos Planos de Gerenciamento de Resíduos Sólidos – setor industrial, de serviços de saúde, mineradores, grandes geradores, entre outros;

Estas agendas são uma das formas de possibilitar a continuidade da participação social no processo de gestão dos resíduos, dando efetividade à responsabilidade compartilhada que é essencial na Política Nacional de Resíduos Sólidos. (Guia PGIRS – MMA)

A partir das agendas específicas será possível estabelecer normas mais precisas para cada um dos setores envolvidos. As regulamentações e códigos de cada área deverão aparecer á nível municipal com a ajuda de técnicos responsáveis e meios para o estabelecimentos das mesmas.

Você quer trabalhar ou empreender no setor de resíduos mas não sabe por onde começar? Boas notícias! Não precisa fazer faculdade! Este curso foi feito pra você!

Na Europa, por ser unificada, os códigos foram todos padronizados e servem para cada um os países da comunidade. A Lista Européia de Resíduos – LER substituiu o catálogo Europeu de resíduos através de uma decisão da própria comissão em 2001. O documento classifica todos os resíduos em diferentes categorias. A partir da classificação é possível identificar vários subprocessos referentes aos resíduos que se busca.

Aprenda a ter um negócio de sucesso com resíduos no Portal Resíduos SólidosAtravés de documento como BAT – Best avaliable technique, a Europa define as melhores tecnologias disponíveis no mercado atualmente para o setor de resíduos sólidos, e outros setores como eficiência energética, indústria de processamento de metais ferrosos, sistemas de refrigeração industrial, … Esse documento dá uma visão clara de como funcionam as tecnologias em questão além de indicar as área onde as mesmas encontram uma aplicação ideal.

O Plano de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos – PGIRS deverá construir as diretrizes, estratégias, metas, programas e ações específicas para outros quesitos além dos resíduos propriamente ditos, atendendo ao conteúdo mínimo previsto na legislação federal e às necessidades impostas pelas peculiaridades e capacidades locais, Também nestes itens as diretrizes estabelecerão as linhas norteadoras e as estratégias os meios para sua implementação, definindo-se as ações e os programas para atingimento das metas eleitas, a serem compartilhadas com os agentes pertinentes a cada setor.

Conheça algumas dessas ações e programas específicos clicando nos itens abaixo:

Esse conteúdo precisa alcançar mais pessoas. Compartilhe!

Agora é a sua vez. Você acha que consegue contribuir com o conteúdo acima? Deixe seu comentário!

Não pare agora, continue lendo

Colunistas
Gleysson B. Machado

Blumenau em busca da sustentabilidade

A região do Médio Vale de Itajaí sai na frente para aproveitar as riquezas e benefícios com projetos autosustentáveis. Parcerias entre associações de municípios brasileiras e agencias internacionais de inovação e sustentabilidade prometem

veja Mais »
Aspectos Legais
Gleysson B. Machado

Implementação das ações

As dificuldades financeiras e a fragilidade da gestão de grande parte dos municípios brasileiros para a implementação das ações e solução dos problemas relacionados aos resíduos

veja Mais »