fbpx
novembro 23, 2014
0
||||| 6 |||||
1427

Aproveitamento energético do gás de aterro no Brasil

Qual o aproveitamento energético do gás de aterro sanitário no Brasil? Qual o potencial de produção de energia a partir do gás de aterro sanitário em São Paulo? Qual a viabilidade econômica do projeto de aproveitamento energético do gás de aterro sanitário no Brasil? 

O que os aterros sanitários e emissão de gases do efeito estufa tem a ver com produção de energia limpa? Tem se discutido muito sobre como a expansão das cidades pressiona a demanda por recursos e energia. Em decorrência disso, há o crescimento da produção de resíduos sólidos e das emissões de Gases do Efeito Estufa (GEE). Em compensação, nos debates vem à tona a preocupação com o meio ambiente. Quais medidas a serem tomadas para equilibrar a balança a favor da sustentabilidade?

Na perspectiva da gestão dos resíduos sólidos brasileira, a destinação ambientalmente adequada mais utilizada é a técnica de aterro sanitário. Consiste na disposição e aterramento dos resíduos sólidos. Utilizando-se técnicas de engenharia para a drenagem e tratamento do chorume concomitante com a eliminação dos GEE.

“Saiba que são suas decisões, e não suas condições, que determinam o seu destino.” (Tony Robbins)

O aproveitamento energético do gás de aterro sanitário tem por definição explorar o potencial energético do metano (CH4). É o processo que se inicia com o captação do biogás por um sistema de tubulação. O qual abastece uma central termelétrica que transforma o gás metano em energia elétrica mediante a combustão.

O metano é o principal gás gerado a partir da decomposição anaeróbia da matéria orgânica confinada dentro do aterro sanitário. Para entender Como funciona um Aterro Sanitário avance para o próximo artigo.

Qual o aproveitamento energético do gás de aterro no Brasil?

No Brasil ao todo são 206 projetos de Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL) registrados na UNFCCC (Abril/2018). Sendo que 26 deles são de usinas de aproveitamento energético do gás de aterro.

Contando com 119 MW de capacidade de potência instalada respondendo por 0,07% da capacidade total. Com estimativa de acréscimo de 40 MW para o ano de 2017, de acordo com a ANEEL(Dez/2016).

O Projeto Aproveitamento do Biogás de Aterro Sanitário NovaGerar, Nova Iguaçu, foi pioneiro em aproveitar recursos do mercado de carbono. Previa reduzir 14 mil t de gás carbônico equivalentes em 21 anos ao gerar 654 mil MWh de energia elétrica.

Qual o potencial de produção de energia a partir do gás de aterro em São Paulo?

O estado de São Paulo conta com uma população de 45.094.866 pessoas distribuídas em 645 municípios (IBGE, 2017). Destes, 601 possuem o aterro sanitário próprio (IQR: Adequado) e/ou envia os resíduos para aterros particulares em outros municípios. Segundo o Inventário Estadual dos Resíduos Sólidos Urbanos (CETESB, 2016), produziu-se 38.994,8 ton/dia de RSU no estado. Com base nesses dados é possível debater quais são os aterros que receberam a quantidade mínima de resíduos sólidos (> 200 ton/dia). Para que seja possível a comercialização de energia recuperada do aterro, como demonstrado no estudo de FREITAS e MAKIYA (2012).

Empregando-se a metodologia das autoras supracitadas e atualizando as informações, temos a seguinte relação com 26 aterros sanitários.

Tabela 1: Aterros do Estado de São Paulo que podem ser feita a recuperação de energética de biogás. Fonte: FREITAS e MAKIYA Adaptado.

De acordo com a Tabela 1 foram destinados 34.140,36 ton/dia aos 26 aterros sanitários. Esse montante de resíduos sólidos tem potencial de produção máxima de 6.113.524.319 m³/ano de biogás. A geração de energia líquida a partir desse volume abasteceria cerca de 1.925.700 família/mês. Isso equivalente a população da cidade do Rio de Janeiro

Agora você consegue avistar o potencial dos aterros sanitários na produção de energia a partir de biogás no estado? Que tal abranger esse estudo para o seu estado? Para aprofundarmos mais a nossa conversa sobre o tema entenda Como funciona um Aterro Sanitário.

Qual a viabilidade econômica do projeto de aproveitamento de gás de aterro no Brasil?

O Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia Elétrica (Proinfa), prevê a compra da eletricidade do biogás de aterro. Porém, nenhum projeto foi apresentado devido ao preço não ser atrativo o suficiente, e também ao alto índice de nacionalização.

Todos os créditos de carbono gerados em projetos financiados pelo Proinfa são atribuídos à Centrais Elétricas Brasileiras – Eletrobrás. Esse fato certamente pesou na decisão dos empreendedores do setor.

Apesar da viabilidade técnica, devem ser discutidas políticas de incentivo econômico visando melhorias, para viabilizar a implantação de novos projetos.

Portanto, construir um aterro sanitário com o objetivo principal de vender energia elétrica a partir do biogás é economicamente inviável. Neste contexto, entende-se que o aproveitamento energético do gás de aterro deve ser encarado como uma atividade secundária ou complementar.

O modo ideal de gerar biogás a partir da matéria orgânica é com uso de biodigestores automatizados. Pois todo o processo é controlado a fim de evitar desperdícios, garantindo a eficiência e a lucratividade.

Acesse o artigo: Biodigestores – Princípio, tipos e viabilidade econômica e entre para um seleto grupo de empreendedores do setor. Aprenda como ganhar dinheiro com a geração de biogás no Brasil com projetos consolidados que são sucesso na Europa.

REFERÊNCIAS:

Artigo atualizado em 25 de maio de 2018, por André Luís Ferreira, Engenheiro Ambiental e Sanitarista.

Como se tornar um especialista na área e se destacar no mercado?

Estar preparado para uma oportunidade é um passo fundamental para alcançar o sucesso. Fazer a diferença e se destacar no mercado, esse é o nosso objetivo. O Portal Resíduos Sólidos, o maior site voltado exclusivamente para o mercado de resíduos sólidos, possui diversos cursos e conteúdos exclusivos que irá impulsionar seu conhecimento, e proporcionar uma experiência respeitada em todo segmento. Conheça a Área Vip do Portal Resíduos Sólidos, conteúdos de altíssima qualidade e com preços acessíveis, experimente nossos planos e brilhe no mercado. Explore seu potencial, seja você o protagonista da sua própria história.

Share this:
Tags:

About gleysson

gleysson

Sou especialista em transformar problemas ambientais em negócios sustentáveis. Formado em Dip. Ing. Verfahrenstechnik (Eng. Química) pela Universidade de Ciências Aplicadas de Frankfurt/M na Alemanha com especialização e experiência em Tecnologias para geração de Energia e Engenharia Ambiental. Larga experiência em Resíduos Sólidos com foco em Biodigestores Anaeróbios

  • LinkedIn
  • Email

Add Comment