fbpx
julho 29, 2013
0
||||| 0 |||||
334

CEADI Planeta Vivo apresenta resultado de conferência regional do Meio Ambiente

Candiota e outros cinco municípios gaúchos se reuniram no dia 19 de julho e realizaram sua Conferência Regional de Meio Ambiente, convocada pela sociedade civil – pelo Centro de Estudos e Apoio ao Desenvolvimento Integral – CEADI Planeta Vivo. Cidadãos de Aceguá, Bagé, Dom Pedrito, Hulha Negra, Pinheiro Machado, além de Candiota, contribuíram com ações nos quatro eixos temáticos da 4ª Conferência Nacional do Meio Ambiente. Veja:

Eixo 1. Produção e consumo sustentáveis:

  1. Incentivar o uso de embalagens retornáveis e reduzir  impostos para empresas que realizam essa prática.
  2. Incentivar  os produtores rurais que queiram fazer a reversão do processo de produção convencional para  agroecológico, no sentido de reduzir a geração de resíduos (embalagens de adubo, agrotóxicos etc.) na propriedade.
  3. Facilitar e viabilizar aos pequenos produtores o acesso ao credito do carbono, através de cooperativas de crédito.
  4. Criar fundos para subsidiar a agricultura agroecológica,  através de  impostos, taxas e juros mais altos as empresas poluidoras.
  5. Criar e implementar incentivo ao consumo sustentável.

Eixo 2. Redução dos impactos ambientais:

  1. Subsidiar o saneamento rural e urbano,  com  biodigestores,  qualificação das ETE, recursos.
  2. Incentivar e financiar energia limpa, como  a energia eólica e tecnologias sustentáveis no caso do carvão.
  3. Investir no  Gerenciamento de resíduos sólidos e incrementar os planos de resíduos sólidos, com investimentos federal, estadual e municipal.
  4. Subsidiar a criação de Áreas de Preservação Ambiental (APA) e unidades de conservação no bioma Pampa.
  5. Investimento da estruturação física e pessoal da fiscalização ambiental.

Eixo 3. Geração de Trabalho, Emprego e Renda:

  1. Apoiar a implantação de usinas de reciclagem.
  2. Incentivo dos governos federal, estadual e municipal para a aquisição de equipamentos no trabalho dos catadores (centrais de triagem).
  3. Criar  incentivos  para o  trabalho dos artesãos junto aos catadores (triar o que pode ser reutilizado).
  4. Criar de unidades de compostagem.
  5. Priorizar os serviços da coleta seletiva para entidades de catadores.

Eixo 4. Educação Ambiental:

Seu futuro depende do seu preparo. Tome a decisão que vai mudar a sua vida assim como mudou a dos nossos alunos. Matriculas abertas somente até o dia 06/05/2019!

  1. Criar e operar programas de educação ambiental nas rede de ensino.
  2. Financiar programas que visem educar a população a coleta seletiva e reutilização dos resíduos.
  3. Financiar projetos que promovam a conscientização e fiscalização da politica reversa.
  4. Qualificar os agentes públicos para formar multiplicadores de politicas públicas ambientais.
  5. Incentivar a  criação de organizações não governamentais (ONG) e entidades civis que apoiam os programas ambientais, principalmente os relacionados aos resíduos sólidos dos pequenos municípios.

CLÁUDIO BITTENCOURT
DIRETOR EXECUTIVO DA CONFERÊNCIA

Share this:
Tags:

About Gleysson B. Machado

Gleysson B. Machado

Sou especialista em transformar problemas ambientais em negócios sustentáveis. Formado em Dip. Ing. Verfahrenstechnik (Eng. Química) pela Universidade de Ciências Aplicadas de Frankfurt/M na Alemanha com especialização e experiência em Tecnologias para geração de Energia e Engenharia Ambiental. Larga experiência em Resíduos Sólidos com foco em Biodigestores Anaeróbios

  • Instagram
  • LinkedIn
  • Email

Add Comment