fbpx
junho 18, 2013
0
||||| 0 |||||
1152

Coleta Seletiva

O termo é muito conhecido e utilizado das mais diferentes formas, nem sempre correta e por isso merece atenção especial. No Brasil, o termo Coleta Seletiva é definido pela Política Nacional de Resíduos Sólidos como sendo:

Lei 12.305/2010 Art. 3° Inciso V: coleta de resíduos sólidos previamente segregados conforme sua constituição ou composição.

A separação dos resíduos sólidos segundo suas propriedades físicas tem o objetivo de melhorar a qualidade dos resíduos que serão destinados ao reuso ou a reciclagem. Quanto mais limpos e separados os resíduos estão, maior será o seu valor agregado, ou seja, o seu valor de mercado.

Apesar de ser uma prática muito boa, a coleta seletiva só faz sentido se houver processos de reaproveitamento dos resíduos. Para incentivar tal método, os municípios devem atrair industrias de reutilização e reciclagem de resíduos sólidos para a sua cidade e assim justificar a separação de determinados resíduos pela população. Depois desse passo, o município deve empreender em uma forte campanha de educação ambiental para toda a população. Esta campanha deve ser intensiva e bastante abrangente atingindo escolas, empresas, associações, instituições, etc …

www.virapuru.com

Virapuru - Centro de Treinamento em Energia e Meio Ambiente

Para implantar a coleta seletiva nas casas, o governo municipal deve oferecer uma maneira que torne possível a contribuição da população da cidade. A maneira mais eficaz testada por muitos municípios é através de lixeiras com cores diferentes e descrições em cada uma delas explicando que tipo de resíduo deve ser depositado nas mesmas. A população então se encarrega de depositar o lixo corretamente dentro das lixeiras adequadas. A coleta de resíduos deve então ser adaptada para o fluxo de cada tipo de resíduo, podendo acontecer algumas vezes na semana ou no mês.

No Brasil a coleta seletiva pode funcionar como um motor de geração de emprego e renda para os Catadores de Material Reciclável ou Reutilizável assim como para a população de baixa renda. Municípios que desenvolverem sistemas de coleta seletiva integrando os catadores normalmente possuem acesso mais facilitado a recursos da União.

Um exemplo prático de como o sistema de Coleta Seletiva pode ser implantado pode ser encontrado em uma cidade da Alemanha. No caso da cidade de Offenbach, a gestão pública municipal viabilizou o empreendimento de uma empresa de reciclagem de papel na cidade através de políticas específicas e incentivos fiscais além de outros. Essa empresa além de fazer a reciclagem do papel é também responsável pela coleta seletiva deste tipo de resíduo na cidade, assim, a prefeitura não precisou investir em mais veículos coletores para esta função. A viabilização deste projeto veio através de um bom Plano de Negócios que inclui entre outras coisas, taxas de coleta e tratamento de resíduos à população. Vale lembrar que esse sistema não é uniforme em toda a Alemanha. Assim como existem cidades que adotaram métodos diferentes, também existem cidade que nem dispõem do sistema de coleta seletiva de papel.

Para entender melhor, veja o vídeo abaixo com a definição do conceito de Coleta Seletiva:

Veja no vídeo abaixo, um exemplo de um veículo coletor de resíduos sólidos de papel na cidade de Offenbach na Alemanha.

Entenda mais sobre os conceitos definidos na Política Nacional de Resíduos Sólidos brasileira (Lei 12.305/2010) clicando nos ítens da figura abaixo:

Gostou do tópico? Clique no botão +1 do google logo abaixo.

Como se tornar um especialista na área e se destacar no mercado?

Estar preparado para uma oportunidade é um passo fundamental para alcançar o sucesso. Fazer a diferença e se destacar no mercado, esse é o nosso objetivo. O Portal Resíduos Sólidos, o maior site voltado exclusivamente para o mercado de resíduos sólidos, possui diversos cursos e conteúdos exclusivos que irá impulsionar seu conhecimento, e proporcionar uma experiência respeitada em todo segmento. Conheça a Área Vip do Portal Resíduos Sólidos, conteúdos de altíssima qualidade e com preços acessíveis, experimente nossos planos e brilhe no mercado. Explore seu potencial, seja você o protagonista da sua própria história.

Share this:
Tags:

About gleysson

gleysson

Sou especialista em transformar problemas ambientais em negócios sustentáveis. Formado em Dip. Ing. Verfahrenstechnik (Eng. Química) pela Universidade de Ciências Aplicadas de Frankfurt/M na Alemanha com especialização e experiência em Tecnologias para geração de Energia e Engenharia Ambiental. Larga experiência em Resíduos Sólidos com foco em Biodigestores Anaeróbios

  • LinkedIn
  • Email

Add Comment