fbpx
maio 21, 2014
0
||||| 0 |||||
607

Como integrar o catador de materiais recicláveis

A integração dos catadores é um dos pilares do desenvolvimento sustentável local.

Como integrar o catador de materiais recicláveis? Qual o papel das associações e cooperativas?

Hoje o mundo se transforma em uma velocidade nunca vista antes. Essas mudanças passam por todos os setores da nossa vida, principalmente nas relações de trabalho. O que mais se vê é o surgimento de novas profissões enquanto outras mais antigas estão praticamente extintas. Dessa forma quem não está adepto à mudanças corre o risco de no futuro não se encaixar no mercado de trabalho. Neste contexto, como integrar o catador de materiais recicláveis em um mercado que se reinventa a todo instante? Uma vez que o perfil desses profissionais, muitas vezes, são de baixa escolaridade e com poucas perspectivas de vida.

Não está gostando do tom dessa conversa? Mas para o nosso alívio os catadores não estão sozinhos nessa! Pois a Política Nacional de Resíduos Sólidos diz que deve-se priorizar a implantação de projetos que considerem as dimensões sociais. Ou seja, é preciso aproveitar da experiência dos catadores, oferecendo-lhes treinamentos, para que assim ocupem novas funções dentro do projeto. Assim, se economiza tempo e recursos para a qualificação dos colaboradores, mantendo seus empregos, sem causar um impacto social negativo.

“A base de toda a sustentabilidade é o desenvolvimento humano que deve contemplar um melhor relacionamento do homem com os semelhantes e a Natureza.” Nagib Anderáos Neto

Você já sonhou em trabalhar com consultoria ambiental sob a premissa de desenvolvimento sustentável? Veja como ganhar dinheiro defendendo esta causa em harmonia com as demandas sociais através da implantação de CENTRAIS DE TRIAGEM.

Participe do melhor treinamento empresarial gratuito oferecido pelo Virapuru Training Center Lixo é Dinheiro

Treinamento Empresarial - Lixo é Dinheiro - 100% online e Gratuito

Como integrar o catador de materiais recicláveis?

Não existe uma fórmula mágica para integrar o catador de materiais recicláveis. A forma de integração do catador dependerá da natureza do projeto, das deficiências levantadas, das possibilidades e dos resultados almejados. O catador deve ser considerado como parceiro, e não apenas beneficiário e receptor de ações assistencialistas. Assim o seu envolvimento pode ter um caráter pontual ou duradouro, individualizado ou coletivo.

Para que o envolvimento se dê de forma mais consistente, é recomendado que ocorra desde a concepção do projeto. Fala-se, assim, de uma construção coletiva e participativa. Participação na identificação dos problemas, na proposição de soluções e alternativas, e no compromisso pela implementação das ações propostas.

Ações voltadas para a geração de trabalho devem priorizar a experiência adquirida pelos catadores no campo dos resíduos sólidos.

Catador de materiais recicláveis. (Fonte: Wikipedia)

A inserção do grupo em programas de coleta seletiva é uma alternativa. Pode ocorrer tanto por meio da contratação efetiva ou terceirização de uma organização de catadores. Como também por meio da contratação individual de alguns catadores.

Outra alternativa é a integração dos mesmos a um sistema de tratamento e beneficiamento dos materiais. Como, por exemplo, as centrais de triagem de materiais recicláveis.

Além dos catadores, as comunidades circunvizinhas ao aterro sanitário, podem ter seu envolvimento na realização de atividades ligadas ao projeto. Durantes as fases de construção e operação do aterro sanitário, ou mesmo atividades decorrentes do empreendimento. Por exemplo, a manutenção de um viveiro de mudas, plantio, reflorestamento, ou participação em programas de educação ambiental.

Independentemente da alternativa adotada, cabe considerar que a maioria dos catadores tem o hábito do trabalho individualizado. Transformar esse hábito em atividade coletiva e organizada representa, portanto, um desafio, e deve ocorrer articulada a outras ações.

Qual o papel das associações e cooperativas?

O processo de organização dependerá do estágio em que se encontram os catadores. Incluindo desde aqueles que nunca trabalharam de forma coletiva até aqueles que já têm experiência em cooperativismo.

As formas de organização mais comuns são as associações e as cooperativas. A constituição do grupo requer um tempo para a maturação de idéias e o reconhecimento de seu modo de funcionamento. A constituição do grupo vai além da simples formalização jurídica. Como é possível observar, trata-se de uma intervenção muito mais abrangente, que não se expressa só no nível material. Mas sobretudo no imaginário individual e coletivo das pessoas: sua auto-estima e seu sentimento de pertencimento a uma categoria profissional.

Nesse sentido, é fundamental que o poder público e demais parceiros envolvidos participem do processo de formação do grupo. Principalmente oferecendo o apoio necessário para o desempenho do trabalho de maneira responsável e bem-sucedida.

Os planos socioeconômicos pressupõem a construção de parcerias com diferentes setores, a fim de cumprir os compromissos estabelecidos no projeto. A iniciativa privada, sociedade civil, organizações de catadores e o poder público, são alguns dos setores que podem ser envolvidos.

Esforços conjuntos em prol da execução de um projeto com dimensões sociais, ambientais, técnicas e econômicas torna iniciativas mais duradouras. Por outro lado, o resultado dessas iniciativas que envolvem a participação de mais de um ator ou setor depende de uma definição prévia das responsabilidades e direitos de cada um deles.

Como angariar recursos?

A articulação intersetorial e a construção de parcerias podem ocorrer ao longo de todo o projeto ou em momentos específicos. Por exemplo, a contratação de uma organização da sociedade civil para desenvolver e implementar um programa de educação ambiental. Ou a realização de cursos por uma instituição de ensino, a prestação da coleta seletiva por organização de catadores. Bem como a oferta de atividades desportivas para jovens, inserção dos catadores em programas sociais de governo, entre outras. A maneira mais eficaz de integrar os catadores de materiais recicláveis é através da implantação de CENTRAIS DE TRIAGEM.

Palavras chaves

catadores de materiais recicláveis; importância dos catadores de materiais recicláveis; catadores de materiais recicláveis pdf; cooperativas de catadores de materiais recicláveis; importância dos catadores de lixo; a vida dos catadores de lixo; associação de catadores de materiais recicláveis sp; catadores de lixo no brasil.

Share this:
Tags:

About gleysson

gleysson

Sou especialista em transformar problemas ambientais em negócios sustentáveis. Formado em Dip. Ing. Verfahrenstechnik (Eng. Química) pela Universidade de Ciências Aplicadas de Frankfurt/M na Alemanha com especialização e experiência em Tecnologias para geração de Energia e Engenharia Ambiental. Larga experiência em Resíduos Sólidos com foco em Biodigestores Anaeróbios

  • LinkedIn
  • Email

Add Comment