fbpx
Fevereiro 21, 2014
0
||||| 0 |||||
1058

Compostagem de resíduos sólidos orgânicos urbanos

O uso de matéria orgânica como adubo é bem antigo – a observação do processo natural de formação de uma camada de húmus sobre o solo pela decomposição de folhas e galhos caídos sobre a terra permitiu reproduzi-lo de forma organizada, planejada e controlada para se obter adubo.

Para os serviços de manejo de resíduos sólidos, o objetivo da Compostagem de resíduos sólidos orgânicos urbanos não é exatamente produzir adubo – o que move o processo não é o produto, mas o fato de que a matéria orgânica presente no lixo pode ser transformada e reaproveitada, desviando resíduos que normalmente teriam que ser aterrados.

O curso de Elaboração de Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos do Portal Resíduos Sólidos é hoje o melhor curso do mercado voltado para este setor, criando oportunidade imediata para consultores qualificadosEmbora a decomposição da matéria orgânica presente no lixo possa ser feita por processos aeróbios e anaeróbios, a compostagem é o processo de decomposição da matéria orgânica por meio da digestão aeróbia. A matéria orgânica presente no lixo, na presença de ar e água, é digerida por microrganismos e se transforma em composto utilizado para melhorar a qualidade do solo.

Por se tratar de processo biológico, requer um balanceamento adequado da relação C/N e determinadas condições de temperatura, umidade e aeração em seus diversos estágios. No início do processo, que dura em torno de 30 dias, ocorre a degradação da matéria orgânica pela ação de microrganismos com diferentes metabolismos; há elevação da temperatura do material em decomposição, que pode variar de 40ºC até a 60ºC.

Na fase seguinte, em que a celulose e materiais similares são degradados pela ação de microrganismos, as temperaturas baixam para a faixa de 30ºC a 45ºC, e há uma fase de maturação ou humificação em que as temperaturas se situam entre 20º e 35ºC. Por esta razão, a temperatura é um dos principais elementos para controlar o processo de compostagem.

Vídeo Aulas com conteúdo exclusivo. Faça sua assinatura agora mesmo.

Fases do processo de compostagem

Fases do processo de compostagem

Ao final das duas primeiras fases ocorre a estabilização da matéria orgânica, sendo este período conhecido como bioestabilização. Embora o tempo de ocorrência de cada uma dessas fases possa variar em função dos diversos fatores que influem no processo – pois se trata de um processo bioquímico, vivo – estima-se que o processo de bioestabilização dure entre 60 e 90 dias e o processo total, até que o composto atinja a humificação pode levar de 90 a 120 dias.

A Gravimetria dos resíduos é fundamental para se entender qualquer atividade no setor de resíduos sólidos. O Portal resíduos Sólidos é o mais completo em análises gravimétricas

Os nutrientes – principalmente carbono, como fonte de energia, e nitrogênio, para síntese de proteínas – são fundamentais para os microrganismos presentes. Um balanceamento adequado de carbono e nitrogênio melhora o desempenho da degradação biológica – ele é mais lento e pode inclusive ser interrompido em materiais ricos em carbono, como palhas, serragem e resíduos de poda, e mais rápido em resíduos ricos em nitrogênio, como nos resíduos orgânicos domiciliares. A relação C/N deve ser de 30:1 no início do processo.

Os resíduos sólidos urbanos apresentam boas condições para a compostagem e um bom equilíbrio pode ser obtido com a utilização de uma parte de resíduos de frutas, legumes e verduras e três partes de resíduos de poda e jardinagem. Mas como se trata de um processo em que há interferência de muitas variáveis, outras proporções entre os materiais podem se adequar a outras circunstâncias, variando em torno desses percentuais.

Há três tipos básicos de compostagem: a natural, em que os resíduos são dispostos sobre o solo em leiras com dimensões predefinidas e se faz um procedimento periódico de seu reviramento e, eventualmente, de umidificação, até que o processo seja terminado.

Um segundo método consiste em se fazer uma aeração forçada nas leiras, sem reviramento do material, colocando a massa a ser compostada sobre um sistema de tubulação perfurada pela qual se fará a aeração da pilha de resíduos.

Compostagem com aeração forcada em leiras sobre um sistema de tubulação de ar perfurada em Bremen - Alemanha

Compostagem com aeração forcada em leiras sobre um sistema de tubulação de ar perfurada em Bremen – Alemanha

E um terceiro tipo consiste na colocação da massa de resíduos a ser compostada em um reator biológico, fechado, que permite controlar os parâmetros sem interferência do ambiente externo.

Compostagem em um reator biológico, fechado como sistemas de controle dos parâmetros

Compostagem em um reator biológico, fechado como sistemas de controle dos parâmetros

Nos reatores biológicos é possível acelerar a primeira fase do processo, reduzindo a fase inicial, variando o tempo de retenção do material nos reatores de 7 a 20 dias, reduzindo o tempo total para algo em torno de 70 a 80 dias. Mesmo assim, o composto deve passar por um período de maturação de aproximadamente 60 dias.

A escolha do método mais adequado para a compostagem está muito ligada à quantidade de resíduos a ser compostada; costuma-se utilizar o método natural para quantidades até 100 t/dia de resíduos orgânicos, compreendendo resíduos de origem domiciliar, de grandes geradores de orgânicos, e resíduos de poda, remoção de árvores e jardinagem de áreas públicas e privadas.

Fonte: Manual para implantação de compostagem e de coleta seletiva no âmbito de consórcios públicos – Secretaria de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano – Ministério do Meio Ambiente

Como se tornar um especialista na área e se destacar no mercado?

Estar preparado para uma oportunidade é um passo fundamental para alcançar o sucesso. Fazer a diferença e se destacar no mercado, esse é o nosso objetivo. O Portal Resíduos Sólidos, o maior site voltado exclusivamente para o mercado de resíduos sólidos, possui diversos cursos e conteúdos exclusivos que irá impulsionar seu conhecimento, e proporcionar uma experiência respeitada em todo segmento. Conheça a Área Vip do Portal Resíduos Sólidos, conteúdos de altíssima qualidade e com preços acessíveis, experimente nossos planos e brilhe no mercado. Explore seu potencial, seja você o protagonista da sua própria história.

Share this:
Tags:

About gleysson

gleysson

Sou especialista em transformar problemas ambientais em negócios sustentáveis. Formado em Dip. Ing. Verfahrenstechnik (Eng. Química) pela Universidade de Ciências Aplicadas de Frankfurt/M na Alemanha com especialização e experiência em Tecnologias para geração de Energia e Engenharia Ambiental. Larga experiência em Resíduos Sólidos com foco em Biodigestores Anaeróbios

  • LinkedIn
  • Email

Add Comment