agosto 28, 2016
||||| 0 |||||
3235

Gestão de Resíduos Sólidos em Condomínios Residenciais

Como valorizar os condomínios residenciais com a gestão de resíduos sólidos?

Como valorizar os condomínios residenciais com a gestão de resíduos sólidos?

O que é a Gestão de Resíduos Sólidos em Condomínios Residenciais – GRSCR? Qual a produção de resíduos em condomínios? Quais os benefícios da Gestão dos Resíduos Sólidos? O que significa na prática o PGRS? Como realizar o manejo dos resíduos? Como se tornar um profissional da área? Venha conosco realizar a mudança na forma de gerenciar o resíduos.

Quem nunca desejou morar em uma casa com um ambiente totalmente agradável? Cercada por uma paisagem florida misturada com o verde das plantas? Em poder sair andando pelas ruas limpas e bem organizadas, olhando as crianças se divertindo no parque?  A procura por essa qualidade de vida é o que tem impulsionado a procura por em condomínios residenciais.

Mas para manter esse ambiente prazeroso de se viver é preciso que alguns programas ambientais sejam realizados. Dentre os programas, a gestão de resíduos sólidos é um dos indispensáveis para manter o equilíbrio do ambiente. Quer conhecer mais sobre a particularidade de como a gestão de resíduos sólidos em condomínios residenciais é realizada? Veja nesse artigo como a ELABORAÇÃO DE PLANO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS pode tornar isso possível.   

O que é a Gestão de Resíduos Sólidos em Condomínios Residenciais – GRSCR?

A GRSCR configura-se como um conjunto de ações que visam identificar os tipos de resíduos e aplicar métodos de separação. A partir dessas ações, torna-se possível realizar a destinação final ambientalmente adequada dos resíduos. Com isso, é possível obter alguns benefícios que vão desde a qualidade ambiental dos espaços, até obtenção de ganhos expressivos.

caminhos para o sucesso profissional, como agir para alcançar uma carreira de sucesso, sucesso na carreira frases, como alcançar o sucesso na vida, sucesso profissional definição, sucesso na carreira profissional frases, sucesso profissional redação, sucesso profissional conceito

Segredo revelado! Agora você pode saber como planejar sua carreira profissional no setor de resíduos sólidos. Vamos lá?

Ao aderir a GRSCR, os administradores conseguirão facilitar a comercialização dos recicláveis com possibilidades de realizarem programas sociais e ambientais. A esse conjunto de ações, os condomínios poderão receber certificação ambiental e proporcionar uma melhor qualidade de vida aos moradores.

Qual a produção de resíduos em condomínios?

O setor imobiliário é um setor multifacetado da sociedade. Existem diversas estruturas que abrigam diversas pessoas com os mais diversos padrões de consumo, realizando diversos tipos de atividades. Esta diversidade contribui para a heterogeneidade dos resíduos gerados nestes locais.

Os condomínios residenciais são organizados de diversas maneiras, podendo ser composto por casas, vilas ou apartamentos. Nestes locais pode-se gerar uma grande quantidade de plásticos, papel/papelão, PET, além de uma expressiva quantidade de resíduos orgânicos.

De acordo com o Plano Básico de Limpeza Urbana de Salvador-BA, dos resíduos gerados em condomínios de alto padrão, 42,29% é composto de recicláveis. Já para os condomínios de padrão médio (a grande maioria dos empreendimentos), 49,51% são recicláveis.

Vale lembrar que, por se tratar de resíduos domiciliares urbanos,  a maior parte dos resíduos é composta por matéria orgânica. Este fato pode indicar um grande potencial de aproveitamento energético para estes resíduos. Uma alternativa pode ser a utilização de biodigestores, que podem gerar energia além de um ótimo adubo orgânico. Estudos têm demonstrado a viabilidade econômica e ambiental dos biodigestores domésticos para tratamento dos resíduos sólidos orgânicos (Nazaro & Nogueira, 2015).

Quais os benefícios da Gestão dos Resíduos Sólidos?

Vantagem Competitiva

Uma grande parcela dos condomínios e edifícios já possuem CNPJ, o que confere uma identidade empresarial ao imóvel. Como estes estão conectados com o mercado imobiliário, a iniciativa cria vantagens competitivas que agregam valor ao imóvel. Um condomínio ou edifício que se destaca na criação de valores tem uma vantagem na venda e aluguel de imóveis.

O valor de um imóvel pode ser traduzido como o preço que as pessoas estão dispostas a pagar por ele. Sua valorização só ocorre quando o cliente se satisfaz ao criar percepções das vantagens adquiridas com este bem. Os valores podem ser inerentes ao imóvel como estruturas físicas e instalações, além da vizinhança, poluição, etc (Vieira & Farias, 2014).

IPTU Verde Salvador

Um exemplo ocorre na cidade de Salvador-BA. A prefeitura por meio do decreto 25.899/15, incentiva a adoção de medidas ambientalmente sustentáveis. As bonificações ocorrem por meio de descontos no IPTU e certificação de imóveis que adotem tais iniciativas. Dentre as iniciativas determinadas pela prefeitura encontra-se a gestão dos resíduos Sólidos. Por meio disto, é estimulada ações de incentivos a coleta seletiva, redução na geração de resíduos, dentre outras.

Projeto Vale Luz da Coelba

O Vale Luz é um projeto itinerante da Coelba. A empresa incentiva com a troca de resíduos sólidos por descontos na conta de energia. Tem o objetivo de estimular o uso racional dos recursos naturais e minimizar os impactos negativos causados pelos resíduos.

São aceitos para reciclagem metal, papel, papelão e plásticos, que não podem estar sujos ou molhados. No caso das latas de alumínio, devem estar sem areia, pedra ou materiais que comprometam a pesagem. Para que tais resíduos estejam em condições de reutilização, os mesmos devem ser manejados de modo a evitar contaminação.

O que significa na prática o PGRS?

O PGRS é considerado a carta de princípios da gestão dos resíduos sólidos. Isso porque é ele quem traz o diagnóstico dos resíduos gerados, bem como instruções de segregação correta e destinação final. Este documento deve ser elaborado em conjunto com a administração do condomínio sempre consultando os condôminos acerca de decisões a serem tomadas.

O PGRS deve conter orçamento detalhado para implementação do referido plano. Nestas, devem estar considerado as soluções propostas como sendo aquelas de baixo custo e maior efetividade em sua aplicação. As ações propostas no PGRS devem ser executadas de forma integral e universal, entre os moradores e visitantes. Em suma, a gestão dos resíduos pretende dar suporte a condutas que exijam a participação de todos e fiscalização intensa.

Para pôr em prática a gestão dos resíduos sólidos é necessário que sejam realizadas avaliações periódicas. São essas avaliações que estabelecerão os indicadores de desempenho e os avanços do plano.

Como realizar o manejo dos resíduos?

O manejo correto dos resíduos permite que seja aproveitado todo o material, agregando valor de comércio aos mesmos. Esta atividade não se restringe apenas aos colaboradores de serviços gerais. Na verdade ela começa com o descarte pós consumo de materiais que seriam jogados no lixo.

Vale ressaltar a importância da realização de palestras, treinamentos e workshops com todos os responsáveis pelo manejo dos resíduos. Isso é o que facilitará que todos possam identificar os resíduos conforme sua classificação, e destiná-los de maneira adequada. Da mesma maneira, é importante que o imóvel disponha de um local adequado para armazenamento temporário dos resíduos.

Os resíduos perigosos (pilhas, lâmpadas e outros) deverão ser devidamente separados e enviados para seus fabricantes conforme a logística reversa. Assim, torna-se possível reduzir a quantidade de rejeitos enviados ao aterro sanitário.

Como se tornar um profissional da área?

A gestão de resíduos em condomínios é uma ferramenta que visa a harmonização destes empreendimentos com o meio ambiente. Para tal, é de suma importância que o PGRS seja elaborado por profissional competente, capacitado para exercer a atividade. Se você realmente deseja realizar seu sonho de trabalhar em prol do meio ambiente, é preciso inicialmente obter conhecimento. É somente isto que lhe separa dos seus sonhos. Conheça mais sobre a ELABORAÇÃO DE PLANOS DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS e torne-se um profissional reconhecido na área. Quanto tempo mais você vai precisar para decidir investir no seu próprio desenvolvimento?

Referências

Lélis. E. C.; Fortes F. Z..A Gestão de Resíduos Sólidos em um Condomínio. XIV SIMPEP 2014.

Vieira. J. C. S. F.; Farias C. L. S.. GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS EM EDIFÍCIOS E CONDOMÍNIOS: UMA OPORTUNIDADE. V Fórum Internacional de Resíduos Sólidos. 2014.

Rae M. J.. ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS EM UM CONDOMÍNIO RESIDENCIAL. Universidade Federal de Santa Catarina. 2010.

NAZARO M. S.; NOGUEIRA M. A. A.. DESENVOLVIMENTO DE UM BIODIGESTOR RESIDENCIAL PARA TRATAMENTO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS ORGÂNICOS. Universidade Federaç de Santa Catarina. 2015.

Santos G. O.; Alves C. de B.; Silva L. F. F.; Zanella M. E.IMPLEMENTAÇÃO DA COLETA SELETIVA DE RESÍDUOS SÓLIDOS EM CONDÔMÍNIOS DE FORTALEZA/CE: ETAPAS, PERSPECTIVAS ENERGÉTICAS E AMBIENTAIS. 2015.

Palavras chave: elaboração de um plano de gerenciamento de resíduos sólidos em um condomínio residencial; pgrs condomínio residencial; gestão de resíduos sólidos em edifícios e condomínios: uma oportunidade; gerenciamento de resíduos sólidos em condominios; gerenciamento de resíduos em condomínios; plano de gerenciamento de resíduos sólidos residencial; coleta de lixo em condomínio residencial; empresas de gestão de resíduos sólidos.

Share this:
Tags:

About Saulo Araujo

Saulo Araujo

  • Email