fbpx
janeiro 30, 2014
2
||||| 0 |||||
1121

Gravimetria estimada dos resíduos sólidos da cidade de Americana-SP

Descubra como a gravimetria é um dos pilares para o desenvolvimento do mercado de resíduos sólidos do seu município.

Qual a destinação final dos resíduos? Qual o diagnóstico do sistema de coleta? Qual a gravimetria estimada dos resíduos sólidos da cidade de Americana-SP?

A Política Nacional de Resíduos Sólidos diz claramente como deve ser a aplicação de soluções aos resíduos sólidos no Brasil. O texto prega uma coisa, mas a realidade em alguns dos municípios brasileiros se mostra totalmente o inverso do esperado. O que mais se vê é a manutenção e ampliação de lixões que contaminam profundamente meio natural. Além do risco de acidentes e da contração de doenças por parte dos catadores, enfim um caos social e ambiental. A pergunta que não quer calar: Como tirar essas soluções do papel e mudar as realidades dos municípios brasileiros?

Em primeiro lugar, vem a busca frenética pelo conhecimento e a especialização profunda por parte dos consultores ambientais. Em seguida, nós consultores, devemos despertar nos gestores públicos o tato para perceber o mercado de resíduos sólidos no município. Essa é a parte mais difícil, então vou te dar uma dica quente…Os caminhos para se alcançar tal meta vem através do mapeamento do mercado local aliado ao estudo gravimétrico dos resíduos.

“Se você quer manter limpa a sua cidade, comece varrendo diante de sua casa.” Provérbio Chinês

Você já imaginou ser visto como um dos responsáveis pela transformação econômica, social e ambiental na sua cidade? Descubra como realizar DIAGNÓSTICOS DOS RESÍDUOS SÓLIDOS (GRAVIMETRIA) e tenha seu nome escrito na história do seu município. Leia mais adiante a história do Lucca Ceribelli que fez a Gravimetria do Município de Americana, interior de São Paulo.

Seu futuro depende do seu preparo. Tome a decisão que vai mudar a sua vida assim como mudou a dos nossos alunos. Matriculas abertas somente até o dia 06/05/2019!

Conheça o município de Americana/SP.

Americana é um município da Região Metropolitana de Campinas, no Estado de São Paulo, com população de 212.971 habitantes. É o 34° município mais populoso do Estado, possui área de 133.630 km² e distante 126 km da capital.

A estação de Santa Bárbara, como se chamava no início, teve sua inauguração em 27 de agosto de 1875. A imigração norte americana, a partir de 1865, marca um período de desenvolvimento no campo da agricultura. Principalmente com o aprimoramento do cultivo do algodão, da educação e em atividades médicas e odontológicas. Além do mais os imigrantes italianos (1887) muito colaboraram nos serviços da lavoura, e posteriormente na indústria têxtil. Construíram também a 1ª Igreja de Americana em meados de 1896 (IBGE).

Americana no Estado de São Paulo (Fonte: Wikipedia)

A estimativa populacional de 2013 (IBGE), revela que a população da cidade será de 224.551 habitantes. Além disso, Americana foi eleita a 19° cidade com o melhor IDH do Brasil.

Americana é bastante conhecida pelo seu setor têxtil, possuindo aproximadamente 430 indústrias têxteis de produção variada. A cidade é reconhecida como um dos principais pólos de produção da América Latina. Existem outros fortes setores na cidade, que são os de metalurgia, borrachas, alimentício e plásticos.

São 59 páginas bastante ilustradas e com links para alguns vídeos exclusivos. O conteúdo do eBook abrange A biodigestão anaeróbia, Fatores que influem na produção de biogás, As fases da biodigestão anaeróbia com informações detalhadas sobre a Hidrólise, Acidogênese, Acetogênese, Metanogênese e Sulfatogênese.

Destinação final dos resíduos

A destinação final dos resíduos sólidos é feita no Aterro Sanitário Estre, situado em Paulínia/SP. O aterro possui todas as características necessárias para receber os resíduos sólidos urbanos de toda Região Metropolitana de Campinas. O empreendimento tem uma área de 705 mil m² e é composto por:

  • Unidade para Tratamento e Disposição Final de Resíduos Sólidos industriais, comerciais e domiciliares;
  • Unidade de Captação de Gases;
  • Unidade de Biorremediação;
  • Unidade de Reciclagem de Resíduos da Construção Civil e Demolições;
  • Unidade de Triagem de Resíduos Sólidos Urbanos – Cooperlínia;
  • Unidade de Revalorização de Resíduos – produção de Combustível Derivado de Resíduos (CDR);
  • Certificação de gestão Ambiental ISO 14.001.

Diagnóstico do sistema de coleta

Coleta Mista

A coleta é realizada pela Foxx Ambiental, três vezes por semana em todos os bairros e diariamente no centro. Assim que os veículos atingem sua capacidade total, eles seguem até o aterro sanitário em Paulínia. Onde são pesados na entrada e na saída, e após este processo a administração envia a nota para a prefeitura. O valor cobrado para descarte é de R$ 70 por tonelada, Americana descarta em média 167 t/dia. Portanto, o custo gira em torno de R$ 350.000/mês para o descarte de seus resíduos. Outro gasto relevante é com a empresa terceirizada de coleta, que opera com 7 caminhões compactadores e uma equipe de quatros pessoas para cada caminhão.

Coleta seletiva

A Política Nacional de Resíduos Sólidos determina que os Municípios brasileiros implementem a Coleta Seletiva. E ainda por cima que priorizem a ação conjunta com catadores de material reciclável ou reutilizável no processo.

A coleta seletiva já foi implantada na cidade, mas ainda possui números inexpressivos. Das 5.300 t/mês coletadas, apenas 200 toneladas são provenientes da coleta seletiva. Esse montante é enviado a seis cooperativas da região, que conseguem suportar apenas 300 t/mês. Ou seja, 50 t/mês por unidade. A coleta é feita por quatro caminhões da prefeitura, de segunda a sexta nos bairros, que são divididos em setores. Já aos sábados a coleta é feita nas empresas e nos condomínios.

Gravimetria estimada dos resíduos sólidos da cidade de Americana-SP

Americana ainda não efetuou um estudo gravimétrico aprofundado de seus resíduos. Então utilizou-se os dados do Plano Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS para a Região Sudeste para orientar esse estudo. Constatou-se que em 2000 foi produzido cerca de 1,1 kg/dia por habitante. Já em 2008 cerca de 0,9 kg/dia de resíduos sólidos.

Obedecendo o percentual gravimétrico estimado para o Brasil pelo PNRS e considerando a população de Americana segundo o IBGE. Conclui-se que a cidade de Americana produziu em 2013 81.961,11 toneladas de resíduos com a seguinte gravimetria estimada (1 kg/hab.dia):

Contudo, o cálculo de resíduos por habitante e a tabela com os valores acima, não condizem com a realidade dos resíduos de Americana. Pois a margem de erro é extremamente grande, devido aos cálculos terem sido baseados em dados gerais do Brasil e da Região Sudeste.

Em reunião com a Secretária de Meio Ambiente, constatamos a intenção deles em realizar um estudo gravimétrico em 2014. Gerando assim oportunidades para profissionais capacitados pelo Curso de Gravimetria do Portal Resíduos Sólidos. A cidade já passa por problemas na área de resíduos orgânicos, pela falta de opção de destinação. Pois não existem estudos de viabilidade econômica para construção de centrais de compostagem e/ou de biodigestores.

Qual o principal objetivo de estudo gravimétrico das cidades?

Sem o estudo gravimétrico do município é impossível elaborar um Plano de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos de qualidade. Para isso não pode se basear apenas em estimativas, existe método científico para o levantamento dos dados. Portanto, quando o assunto é investimento, podem surgir alguns entraves que podem dificultar a implantação de uma central de reciclagem. Como também biodigestores ou tantas outras oportunidades que existem nesse setor de resíduos sólidos.

O estudo demonstra o potencial na implementação de soluções ambientalmente adequadas de acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos. A quantidade de resíduos orgânicos justificaria o investimento em um biodigestor exatamente do mesmo tamanho do Biodigestor de Marl/Alemanha. Assim como a implementação de no mínimo usinas de reciclagem de resíduos de papel, plásticos, vidros e da construção civil.

A Gravimetria estimada dos resíduos sólidos da cidade de Americana-SP para o ano de 2013 foi calculada por Lucca Ceribelli. Esse estudo serviu como Trabalho de Conclusão do CURSO DE GRAVIMETRIA do Portal Resíduos Sólidos.

Projetos na área de Resíduos Sólidos devem seguir as etapas de Licenciamento Ambiental como demonstrado na figura abaixo:

Palavras chaves: o que é gravimetria de resíduos sólidos; metodologia composição gravimétrica.

Share this:
Tags:

About Gleysson B. Machado

Gleysson B. Machado

Sou especialista em transformar problemas ambientais em negócios sustentáveis. Formado em Dip. Ing. Verfahrenstechnik (Eng. Química) pela Universidade de Ciências Aplicadas de Frankfurt/M na Alemanha com especialização e experiência em Tecnologias para geração de Energia e Engenharia Ambiental. Larga experiência em Resíduos Sólidos com foco em Biodigestores Anaeróbios

  • Instagram
  • LinkedIn
  • Email

2 Comments

  • Victor
    2014-02-03 14:09

    Interessante a informação, mas eu sempre tive uma dúvida em relação ao que seria esses 16,70% de outros no percentual gravimétrico estimado para o Brasil pelo PNRS ?
    Vc poderia me responder ?

    abraços

    • Waldemar Rossi Filho
      2014-02-28 13:37

      Espero ajudar!
      Outros: madeira, papel higiênico, fraldas, “entulho doméstico”, rejeitos não interessantes para reciclagem ou impossíveis de reciclar.

Add Comment