junho 11, 2013
0
||||| 0 |||||
2078

Lixão (Vazadouro) à céu aberto

Erradicação dos lixões

Lixão a céu aberto: O que você conhece dos perigos dos lixões?

O que é um lixão (vazadouro) a céu aberto? Como surgem os lixões? Quais os perigos? Como erradicar? Entendam como o Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos pode mudar essa situação.

No Brasil, aproximadamente 3.331 municípios destinam seus resíduos em lixões a céu aberto (Abrelpe, 2016). Esses números permitem dizer que aproximadamente 60% dos municípios brasileiros, destinam de forma ambientalmente inadequada seus resíduos. Pensa que isso é o pior de tudo? Acredite, não é. Os lixões são um dos principais responsáveis pela poluição dos solos, dos aquíferos subterrâneos e degradação da qualidade atmosférica.

Assim, para que problemas iguais a esse não aconteçam, é preciso que haja uma adequada gestão dos resíduos sólidos. Políticas relacionadas a não geração, incentivo a reciclagem e disposição final ambientalmente adequada, são algumas das premissas para erradicação desses cenários.

Dessa forma, como tornar isso possível? Isso tudo pode se torna realidade com a elaboração e aplicação do PLANO MUNICIPAL DE GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS. Aproveite a oportunidade de investir na segurança ambiental da sua cidade, com profissionais diretamente da Alemanha. Aprenda com eles, como tornar isso possível. Não perca mais tempo.

caminhos para o sucesso profissional, como agir para alcançar uma carreira de sucesso, sucesso na carreira frases, como alcançar o sucesso na vida, sucesso profissional definição, sucesso na carreira profissional frases, sucesso profissional redação, sucesso profissional conceito

Segredo revelado! Agora você pode saber como planejar sua carreira profissional no setor de resíduos sólidos. Vamos lá?

Elaboração do plano municipal de resíduos sólidos

Plano municipal de gestão integrada de resíduos sólidos.

O que é um lixão (vazadouro) a céu aberto?

Lixão ou vazadouro a céu aberto são áreas utilizadas impropriamente para disposição final de resíduos. Nessas áreas, não existe nenhum preparo do solo para receber o “lixo”. Todo o resíduo é depositado e deixado exposto sem qualquer monitoramento ambiental. A existência dessas áreas, a legislação brasileira considera como crime ambiental. O gestor público poderá ser penalizado com multa e reclusão (Lei 9.605/98).

Mesmo com os avanços na legislação brasileira, o número de lixões no Brasil ainda é uma preocupação.  Segundo dados da Abrelpe (2016), em 2015, 17,2% dos resíduos coletados, foram encaminhados para lixões. Em 2016, esse valor saltou para 17,4%. Apesar de aparentar um pequeno acréscimo, o dado revela um retrocesso e pressionando ainda mais os gestores públicos municipais.

Municípios que ainda utiliza os lixões para disposição final de seus resíduos, estão trabalhando na ilegalidade.

O combate aos lixões no Brasil, iniciou em 1954, quando foi sancionado as Normas Gerais sobre Defesa e Proteção da Saúde (Lei 2.312/1954). Logo após, outras leis foram criadas ressaltando a importância do destino correto dos resíduos. A mais recente e específica do setor, foi a Lei 12.305/10, conhecida como Política Nacional de Resíduos Sólidos. Esta Lei estabeleceu o fim dos lixões no Brasil, para agosto de 2014. Contudo, o que os dados supracitados revelam, é um total descaso por parte dos gestores públicos.

Como surgem os lixões?

A falta de compromisso dos gestores públicos, é um dos principais motivos para o surgimento desse problema. Adotam o mais simples e ultrapassado sistema de coleta de lixo (coleta mista). Além do mais, sem qualquer preocupação sanitária, realizam a disposição dos resíduos a céu aberto, criando os lixões

A negligência em realizar o adequado gerenciamento dos resíduos é o que ainda têm contribuído para existência dos lixões. Situações iguais a estas, são inadmissíveis em países desenvolvidos, e comuns nos subdesenvolvidos. O Brasil considerado como país emergente, precisa urgentemente acabar com os lixões. Adiar o fim desses vazadouros, não é a solução, e sim, o desencadeador de outros desafios.

Um exemplo prático disso, é o desenvolvimento da atividade dos catadores de materiais recicláveis nessas áreas. Com isso,  o município terá como obrigação fechar os lixões, como também, reenserir os catadores na nova cadeia dos resíduos.

Não somente a existência dos lixões, como também as condições desumanas de trabalho vivenciadas pelos catadores nos lixões, PRECISAM TER FIM. Você conhece os impactos ambientais que podem ser gerados nos lixões? Sabe com a Política Nacional de Resíduos Sólidos pode AJUDAR OS CATADORES? Acredito que já tenha ouvido falar alguma coisa sobre o tema, mas tenho certeza que podes conhecer muito mais.    

Quais os perigos dos lixões a céu aberto?

A inexistência de tratamento sanitário nos lixões é o que torna impróprio seu uso para destinação final do lixo. A produção de chorume sem o devido controle sanitário, pode ocasionar em série de problemas de saúde ambiental. A presença de vetores causadores de doenças, poluição dos solos e atmosfera, são algumas das consequências dos lixões.  Agentes biológicos e químicos contido no chorume, são os responsáveis pela contaminação do solo, dos reservatórios subterrâneo e do ar atmosférico. A dispersão de resíduos nas áreas adjacente, intensifica a degradação paisagística.

Pensa que isso é tudo? A situação ainda pode se tornar mais obscuro. Imagine esse ambiente totalmente insalubre, pessoas convivendo diariamente nessas condições. Esse é o cenário ainda presenciado em vários municípios brasileiros.

Descaso social às famílias de baixa renda

Famílias com crianças morando nos lixões

Em busca de materiais recicláveis, inúmeras pessoas se encaminham a esses lixões e tiram de lá o seu sustento e de sua família. A presença de material orgânico nos lixões, faz com que atraia e procriem os ratos, insetos e outros vetores de doenças. A presença destas pragas podem trazer consigo inúmeras doenças prejudiciais a saúde humana. A presença de resíduos da saúde, é outro grave problema que essas pessoas estão expostas.

Risco de contaminação nos lixões

Resíduos especiais descartados inadequadamente

No Brasil a PNRS surge como o principal instrumento para combater esse DESCASO AMBIENTAL E SOCIAL. Do mesmo modo, nos seus princípios estão desenvolvimento sustentável e o reconhecimento dos resíduos como bem econômico de valor social. Complementando, em seus objetivos está o incentivo a reciclagem  e a integração dos catadores no ciclo de vida do produto. Quer ampliar seus conhecimentos e encontrar essas soluções para o seu município? Descubra tudo isso e muito mais se QUALIFICANDO com profissionais que superaram todos esses desafios.

Como erradicar os lixões?

Na Lei 12.305/10, mais precisamente em seu Artigo 15 e inciso V, fica determinado a eliminação e recuperação dos lixões. Mas com o fim dos lixões, como ficará a VIDA DAQUELES QUE SOBREVIVEM DELE? Diante estas questões complexas, a PNRS apresenta-se como norteadora para estas situações. Essa política demonstra preocupação não somente com os aspectos ambientais, mas também com os econômicos e sociais.

A elaboração dos PLANOS MUNICIPAIS DE GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS é o principal instrumento para erradicar os lixões. É com o auxílio destes planos, que o município passará a se organizar quanto o gerenciamento dos seus resíduos. Isso porque, o plano identifica o tipo e a quantidade de resíduos gerados como também as soluções para o destino correto.

Negócios com Coleta Seletiva – Pfandsystem

Você já consegue enxergar as oportunidades que aparecerão para quem domina o assunto? Achou interessante e quer aprender mais para o seu crescimento profissional nessa área? Não perca tempo e INVISTA NO SEU FUTURO. Aproveite todas as oportunidades desse mercado que tem a se desenvolver no Brasil.

PMGIRS

Profissionais do mercado de resíduo sólidos

Referências

  • DAHER, E. D. F.; ABREU, K. L. S.; SILVA JÚNIOR, F. B. Insuficiência renal aguda associada à leptospirose. J. Bras. Nefrol, 32 (4). 2010. p.408-415.
  • BRASIL. Lei 2.312, de 3 de setembro de 1954. Normas Gerais sobre Defesa e Proteção da Saúde. Brasília. 1954.
  • BRASIL Lei 9.605, de 12 de fevereiro de 1998. Sanções penais e administrativas derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente. Brasília. 1998.
  • BRASIL Lei 12.305, de 2 de agosto de 2010. Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS. Brasília. 2010.
  • Plano Nacional de Resíduos Sólidos. 2012. Governo Federal: Ministério do Meio Ambiente. Brasília. 2012.
  • Sistema de Informação de agravos de Notificação (SINAN). Leptospirose. Disponível: <http://portalsinan.saude.gov.br/leptospirose>.
Share this:
Tags:

About gleysson

gleysson

Sou especialista em transformar problemas ambientais em negócios sustentáveis. Formado em Dip. Ing. Verfahrenstechnik (Eng. Química) pela Universidade de Ciências Aplicadas de Frankfurt/M na Alemanha com especialização e experiência em Tecnologias para geração de Energia e Engenharia Ambiental. Larga experiência em Resíduos Sólidos com foco em Biodigestores Anaeróbios

  • LinkedIn
  • Email

Add Comment