O CONTROLE DAS AÇÕES GOVERNAMENTAIS

O controle institucional e o controle social. Entenda os mecanismos de controle eficientes da sociedade

COMPARTILHE

O Controle das Ações Governamentais. Para que o Estado funcione é necessário que arrecade receitas. Essas receitas, na medida em que possibilitam a realização de programas, projetos e ações do Estado, se transformam em despesas. Para que esse processo seja eficaz, é preciso planejar antecipadamente, a fim de que não se estimem receitas abaixo das despesas necessárias e nem se arrecade além do necessário, causando sacrifícios à sociedade.

Para garantir que esses recursos sejam, de fato, destinados a atender às necessidades da população, além de participar da elaboração do orçamento, ajudando a definir as prioridades para os gastos do governo, a sociedade deve também fiscalizar a aplicação desse dinheiro, zelando pela boa e correta destinação do dinheiro público de acordo com os princípios do Controle Social.

O Controle Social no Brasil é definido por Lei como mostrado abaixo:

Lei 12.305/2010 Art. 3o Inciso VI – controle social: conjunto de mecanismos e procedimentos que garantam à sociedade informações e participação nos processos de formulação, implementação e avaliação das políticas públicas relacionadas aos resíduos sólidos;

São exemplos de mecanismos e procedimentos as Audiências publicas, os Sites com informações sobre o setor (SINIR), a Divulgação do balanço comercial das empresas do setor, os Sistemas de controle de qualidade da economia circular e a Transparência publica. Entenda melhor este conceito assistindo ao vídeo abaixo:

O Controle das Ações Governamentais

A sociedade, portanto, deve acompanhar a realização das despesas, atenta para que os recursos não sejam desviados ou mal gerenciados. Ou seja, é preciso que, além de participar da gestão e do acompanhamento das políticas públicas, a sociedade exerça o controle das Ações Governamentais e dos recursos públicos, envolvidos nas realizações dos fins do Estado. Mas como se dá o controle dos gastos públicos e como a sociedade se insere nesse contexto?

O controle institucional

Controlar significa verificar se a realização de uma determinada atividade não se desvia dos objetivos ou das normas e princípios que a regem. Na Administração Pública, o ato de controlar possui significado similar, na medida em que pressupõe examinar se a atividade governamental atendeu à finalidade pública, à legislação e aos princípios básicos aplicáveis ao setor público.

Ações Governamentais. A PNRS incentiva a adoção de tecnologias limpas e sustentáveis para o tratamento de resíduos sólidos, como a reciclagem, compostagem e recuperação de energia.
A Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) estabelece que o tratamento de resíduos sólidos deve ser realizado de forma a minimizar o impacto ambiental, prevenindo a poluição e promovendo a saúde pública.

A forma de controle exercida pela própria Administração Pública e por organizações privadas é chamada de controle institucional. No Governo Federal, é exercida por órgãos que têm a competência legal para fiscalizar a aplicação dos recursos públicos.

Os artigos 70, 71 e 74 da Constituição Federal brasileira estabelecem que o controle institucional cabe essencialmente ao Congresso Nacional, responsável pelo controle externo, realizado com o auxílio do Tribunal de Contas da União, e a cada Poder, por meio de um sistema integrado de controle interno.

Dessa forma, o controle externo deve ser realizado pelo Poder Legislativo com auxílio dos tribunais de contas. No caso do Governo Federal, conforme o mandamento constitucional, oTribunal de Contas da União – TCU é o responsável por auxiliar o Congresso Nacional no exercício do controle externo, atividade que deve ser apoiada pelo sistema de controle interno de cada poder.

Quanto ao controle interno, na esfera federal, a Controladoria-Geral da União – CGU é o órgão central do Sistema de Controle Interno do Poder Executivo Federal. À CGU compete desenvolver funções de controle interno, correição, ouvidoria, além das ações voltadas para a promoção da transparência e para a prevenção da corrupção.

Outros órgãos públicos também atuam na prevenção, controle, investigação e repressão da corrupção: o Ministério Público Federal, os Ministérios Públicos Estaduais, o Tribunal de Contas da União, os Tribunais de Contas dos Estados e dos Municípios, as Controladorias dos Estados, a Polícia Federal, as Polícias Estaduais, o Poder Legislativo e o Poder Judiciário, apenas para citar os órgãos mais evidentes.

Entretanto, tendo em vista a complexidade das estruturas político-sociais de um país e do próprio fenômeno da corrupção, o controle da Administração Pública não se deve restringir ao controle institucional. É fundamental para toda a coletividade que ocorra a participação dos cidadãos e da sociedade organizada no controle do gasto público, monitorando permanentemente as ações governamentais e exigindo o uso adequado dos recursos arrecadados. A isto se denomina “controle social”.

O controle social

O controle social pode ser entendido como a participação do cidadão na gestão pública, na fiscalização, no monitoramento e no controle das ações da Administração Pública. Trata-se de importante mecanismo de prevenção da corrupção e de fortalecimento da cidadania.

Ações Governamentais. formoso do araguaia. A demanda por usinas de reciclagem por parte de estados e municípios tem crescido significativamente. Com o aumento da conscientização sobre a importância da reciclagem e a necessidade de redução de resíduos, governos estão buscando soluções para lidar com o volume de lixo produzido. Usinas de reciclagem são vistas como uma forma eficiente de gerenciar os resíduos, promover a sustentabilidade e cumprir metas ambientais.
Estados e municípios enfrentam desafios na gestão de resíduos e buscam soluções eficazes. As usinas de reciclagem estão se tornando uma prioridade para essas localidades, à medida que procuram lidar com o crescente volume de lixo. Com a capacidade de processar materiais recicláveis, as usinas contribuem para a redução de aterros, a conservação de recursos naturais e o cumprimento de metas de sustentabilidade estabelecidas pelos governos locais.

No Brasil, a preocupação em se estabelecer um controle social forte e atuante tornase ainda maior, em razão da extensão territorial do país e da descentralização geográfica dos órgãos públicos integrantes dos diversos níveis federativos – União, estados, Distrito Federal e municípios. No caso destes, há que considerar, ainda, o seu grande número. Por isso, a fiscalização da aplicação dos recursos públicos precisa ser feita com o apoio da sociedade.

O controle social é um complemento indispensável ao controle institucional realizado pelos órgãos que fiscalizam os recursos públicos. Essa participação é importante porque contribui para a boa e correta aplicação dos recursos públicos, fazendo com que as necessidades da sociedade sejam atendidas de forma eficiente.

No entanto, para que os cidadãos possam desempenhar de maneira eficaz o controle social, é necessário que sejam mobilizados e recebam orientações sobre como podem ser fiscais dos gastos públicos.

Fonte: Olho Vivo no dinheiro público – Controle Social – Controladoria-Geral da União do Brasil

Descubra o mundo da gestão de resíduos com a VirapuruFlix! Acesse cursos e mentorias exclusivos sobre reciclagem, tratamento de resíduos e sustentabilidade. Ideal para empresários e ambientalistas que buscam inovar e liderar no mercado verde.
Amplie seu conhecimento em resíduos sólidos com a VirapuruFlix. Com conteúdo técnico avançado, é perfeito para acadêmicos e profissionais do setor ambiental. Assine e mantenha-se atualizado com as melhores práticas e tecnologias!
Picture of Gleysson B. Machado

Gleysson B. Machado

Sou especialista em transformar problemas ambientais em negócios sustentáveis. Formado em Dip. Ing. Verfahrenstechnik (Eng. Química) pela Universidade de Ciências Aplicadas de Frankfurt/M na Alemanha com especialização e experiência em Tecnologias para geração de Energia e Engenharia Ambiental. Larga experiência em Resíduos Sólidos com foco em Biodigestores Anaeróbios
Agora é a sua vez. Você acha que consegue contribuir com o conteúdo acima? Deixe seu comentário!

NOSSOS CURSOS

LEIA TAMBÉM

O mercado de biodigestores no Brasil apresenta um grande potencial devido à crescente busca por soluções sustentáveis no tratamento de resíduos orgânicos. Esses sistemas permitem a geração de biofertilizantes e biogás a partir da matéria orgânica, contribuindo para a agricultura e a produção de energia renovável.
ENBC 3P
Gleysson B. Machado

O MERCADO DE BIODIGESTORES NO BRASIL

Como funciona um biodigestor anaeróbio? O tamanho do mercado de biodigestores no Brasil. O mercado de biodigestores para Resíduos Sólidos Orgânicos Urbanos – RSOU. O mercado de biodigestores para Estações de Tratamento de Esgoto – ETE. O mercado de biodigestores para Setor de Agronegócio. Considerações finais.

veja Mais »
coleta seletiva e reciclagem, o que é coleta seletiva de residuos solidos o que é coleta seletiva e quais são seus benefícios coleta seletiva no brasil beneficios da coleta seletiva coleta seletiva cores para que serve a coleta seletiva coleta seletiva pdf
Sustentabilidade
Gleysson B. Machado

NEGÓCIOS COM COLETA SELETIVA

O que é a coleta seletiva? Qual a importância da coleta seletiva? Como funciona a coleta seletiva? Quais são os tipos de resíduos que podem ser separados na coleta seletiva? Quais são os benefícios da coleta seletiva? Quais os problemas causados pela falta de coleta seletiva? Como fazer negócios com coleta seletiva? Entenda agora a conexão entre a coleta seletiva e reciclagem

veja Mais »
Um biodigestor é um sistema que realiza a digestão anaeróbica de resíduos orgânicos. Os resíduos são introduzidos em um tanque fechado, onde são decompostos por bactérias em ausência de oxigênio. Esse processo gera biogás, composto principalmente por metano, que pode ser utilizado como fonte de energia limpa.
ENBC 3P
Gleysson B. Machado

COMO FUNCIONA UM BIODIGESTOR

O que é biodigestão anaeróbia? O que é e pra que serve um biodigestor? Como funciona um biodigestor? Que tipo de materiais podem ser utilizados para alimentar um biodigestor? Que tipo de competências preciso ter para trabalhar ou empreender com biodigestores? Como me especializar em negócios com biodigestores? Como obter ajuda para montar um projeto de biodigestor comercial?

veja Mais »