fbpx
agosto 27, 2017
||||| 1 |||||
1722

O que são biodigestores

O que são biodigestores? O que é biodigestão anaeróbia? Pra que serve um biodigestor? Qual o país com o maior número de biodigestores? A matéria orgânica gera quanto biogás? Qual o tamanho do mercado de biodigestores no Brasil?

O que a geração de energia, tratamento de resíduos e o agronegócio têm em comum? Um dos grandes entraves ao desenvolvimento das cidades é a capacidade de geração de energia. Por outro lado o tratamento de resíduos é hoje um dos maiores desafios da maior parte dos países. A capacidade de um país em produzir alimentos depende da qualidade do solo. Como melhorar isso e se desenvolver de maneira sustentável?

Portal Resíduos Sólidos - www.portalresiduossolidos.com

A tecnologia está a serviço do homem para ajudá-lo a se desenvolver de modo sustentável

O desenvolvimento e uso de tecnologia é um dos trunfos da humanidades no caminho em direção à sustentabilidade. Um biodigestor é uma central de tecnologia que acelera a decomposição de matéria orgânica. Desse modo pode servir como unidade de tratamento de resíduos orgânicos. O processo resulta em biogás e biofertilizantes. O biogás pode ser utilizado para geração de energia. O biofertilizante é excelente para preparação do solo para a agricultura.

Na Alemanha muitos investidores perceberam a grande oportunidade de negócios com biodigestores. O país já tem mais de 9.000 biodigestores comerciais em operação. Esse número aumenta à cada ano.

Vídeo Aulas com conteúdo exclusivo. Faça sua assinatura agora mesmo.

Veja com um empreendedor comum conseguiu ganhar com o Biodigestor Rural de Oyten-Alemanha

O que são biodigestores?

Definir o que são biodigestores nem sempre é uma tarefa fácil. Isso acontece porque o biodigestor é um organismo vivo e multifuncional. Por isso, as vezes é melhor observar o objetivo do projeto.

Em geral, os biodigestores são centrais, usinas ou mesmo equipamentos que têm como objetivo a aceleração do processo de decomposição da matéria orgânica na ausência de oxigênio. Devido a isso, o processo também é conhecido como biodigestão anaeróbia.

Podemos então definir um biodigestor das seguintes maneiras:

Biodigestor como fábrica de biofertilizantes

Alguns projetos são criados com o objetivo principal de produzir biofertilizantes. O Brasil como 4° maior importador do mundo, representa um ótimo mercado para este tipo de projeto. Neste caso, o empreendedor pode até ganhar menos com energia e tratamento de resíduos.

Biodigestor como unidade de geração de energia

Nem sempre a energia elétrica é disponibilizada de forma uniforme. Isso acontece por falta de capacidade de geração ou por ser área de difícil acesso. Através de um biodigestor é possível gerar energia de forma descentralizada exatamente no local onde existe a demanda.

Tudo sobre Biodigestores no Portal Resíduos Sólidos

Figura 1: Exemplo de um Biodigestor Anaeróbio desenvolvido com tecnologia alemã

Biodigestor como usina de tratamento de resíduos

A melhor forma de tratar resíduos orgânicos é transformando-os em algo reutilizável. A natureza nos ensina como fazer isso através da decomposição de tudo o que é orgânico. Exatamente este mesmo princípio é utilizado em biodigestores. Quando fazemos a concepção de um projeto para este fim, podemos definir como uma Usina de Tratamento de Resíduos.

Em países desenvolvidos os biodigestores ajudam nas áreas estratégicas de energia, resíduos e fertilizantes. Na Alemanha, a cidade de Marl conseguiu criar condições para viabilizar um projeto de biodigestor e não precisou gastar nada. Assim resolveu seus problemas sem ter que gastar um único centavo do próprio bolso.

Saiba mais sobre o Biodigestor de Resíduos Sólidos orgânicos municipais de Marl na Alemanha

Pra que serve um biodigestor?

Inicialmente a idéia da biodigestão anaeróbia é extremamente simples. Basta colocar matéria orgânica como restos de alimento, dejetos animais ou humanos, resíduos agrícolas ou mesmo plantas energéticas em um tanque hermeticamente fechado e o processo de degradação da matéria orgânica começa naturalmente. Essa facilidade de compreensão do processo deu origem a inúmeros projetos de biodigestores pelo mundo com diferentes tipos de tecnologia. Na Índia por exemplo, segundo o site Biogás India existem mais de 4 milhões de pequenos biodigestores (fermentador a partir de 1m³) utilizando esterco de gado como matéria orgânica em um país com um potencial de até 12 milhões de unidades do tipo.

Saiba mais sobre Biodigestores Indianos

A aplicação de tecnologias no sentido de tornar o processo mais eficiente, ou seja, que mais gás seja gerado a partir da matéria orgânica escolhida, ampliou o uso de biodigestores significativamente. Atualmente é possível fazer o tratamento eficiente de praticamente todos os resíduos orgânicos através desta tecnologia o que faz com que estes possam ser um solução importante para o equilíbrio ambiental do planeta.

Qual o país com o maior número de biodigestores?

A Alemanha investiu pesado no desenvolvimento de tecnologias de biodigestão. O país é hoje detentor dos melhores métodos para a produção de biofertilizantes e energia a partir de matéria orgânica.

O forte incentivo a diversificação da matriz energética fez com que a quantidade de usinas de biogás saltasse até 2016. No total já são mais de 9.000 usinas de biogás espalhadas em todo o país.

Hoje a Alemanha é o principal país exportador dessa tecnologia. Com isso, a potência elétrica instalada saltou de 1,3 GW em 2007 para incríveis 4,2 GW em 2016.

Tudo sobre biodigestores e usinas de biogás no Portal Resíduos Sólidos

Figura 2: Quantidade de Usinas de Biogás na Alemanha (Fonte: FNR – Fachagentur für Nachhaltige Rohstoffe)

Na figura, Anlagen=Usinas de Biogás e Installiert elektrische Leistung=Potência Elétrica Instalada.

A matéria orgânica gera quanto biogás?

Em biodigestores, a decomposição acontece na ausência de oxigênio, sendo portanto uma decomposição anaeróbia. O resultado dessa decomposição é então o biogás, uma mistura de gás carbônico e metano, e biofertilizantes.

Em se tratando de decomposição anaeróbia, devemos considerar o seguinte:

  • Diferentes tipos de matéria orgânica produzem diferentes quantidades de biogás (m³/ton ou l/kg)
  • Diferentes tipos de matéria orgânica produzem biogás com diferentes concentrações de metano e gás carbônico
  • Podemos calcular o potencial máximo de geração de biogás de uma mistura através da análise química da matéria orgânica usada, porém a quantidade que será gerada no processo depende do tipo de tecnologia usada.

Um fator decisivo é também a escolha da tecnologia que deve ser feita com base no substrato disponível. Em geral vale, cada projeto de biodigestor é único e merece atenção especial. Nunca esqueça que um biodigestor é um sistema digestivo automatizado, ou seja, um ser vivo.

Como saber que tipo de tecnologia escolher?

Saiba Como medir a eficiência de um biodigestor anaeróbio

Qual o tamanho do mercado de biodigestores no Brasil?

O Brasil é um país com economia fortemente baseada no agronegócio. É um dos principais produtores de alimentos para o mundo. Onde se produz, também se gera resíduos. O mercado brasileiro tem uma demanda gigantesca por soluções para tratamento destes resíduos. Segundo a estimativa do Ministério do Meio Ambiente brasileiros e nossos cálculos, seriam necessários 100.000 biodigestores somente para resíduos.

Saiba mais sobre O mercado de biodigestores no Brasil

Fontes:

Como se tornar um especialista na área e se destacar no mercado?

Estar preparado para uma oportunidade é um passo fundamental para alcançar o sucesso. Fazer a diferença e se destacar no mercado, esse é o nosso objetivo. O Portal Resíduos Sólidos, o maior site voltado exclusivamente para o mercado de resíduos sólidos, possui diversos cursos e conteúdos exclusivos que irá impulsionar seu conhecimento, e proporcionar uma experiência respeitada em todo segmento. Conheça a Área Vip do Portal Resíduos Sólidos, conteúdos de altíssima qualidade e com preços acessíveis, experimente nossos planos e brilhe no mercado. Explore seu potencial, seja você o protagonista da sua própria história.

Share this:
Tags:

About gleysson

gleysson

Sou especialista em transformar problemas ambientais em negócios sustentáveis. Formado em Dip. Ing. Verfahrenstechnik (Eng. Química) pela Universidade de Ciências Aplicadas de Frankfurt/M na Alemanha com especialização e experiência em Tecnologias para geração de Energia e Engenharia Ambiental. Larga experiência em Resíduos Sólidos com foco em Biodigestores Anaeróbios

  • LinkedIn
  • Email