fbpx
setembro 12, 2014
1
||||| 1 |||||
471

O Tratamento de Resíduos Sólidos Orgânicos Urbanos

O tratamento de Resíduos Sólidos Orgânicos Urbanos – RSOU tem sido um tema bastante discutido no Brasil nos últimos tempos, principalmente após o vencimento do prazo dado pela Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS para o fim dos lixões em agosto de 2014. Além de exigir o fim dos lixões, a PNRS determina que os resíduos sólidos no Brasil tenham uma destinação final ambientalmente adequada, o que significa que devem seguir uma ordem de prioridade para a gestão e gerenciamento dos mesmos.

Curso de Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos no Portal Residuos SolidosPor suas características físico-químicas, os RSOU não permitem que se possa fazer reciclagem ou reaproveitamento para os mesmos fins para que foram gerados. Dessa forma, a não geração e redução ganham bastante importância nos processos produtivos do país. Indústrias alimentícias devem procurar aumentar a eficiência no uso de matéria prima e energia para garantir que somente o inevitável será gerado.

Para as administrações públicas locais, ainda restam os resíduos orgânicos domésticos. Estudos mostram que mesmo com uma campanha de educação ambiental eficiente, reduzir a quantidade de resíduos gerados pode ser uma tarefa muito árdua e cara. Assim sendo, qual a melhor solução para estes resíduos?

Obedecendo as exigências da PNRS, a próxima e melhor opção para estes resíduos, é o tratamento biológico (bioquímico) através de biodigestores ou usinas de compostagem.

Para ter empreendimento com alguma viabilidade econômica, é necessário ter sistemas automatizados em ambos os processos, o que os torna muitas vezes, um pouco mais caro. Os produtos resultantes destes dois processos são mostrados na figura abaixo:

Produtos resultantes do tratamento de resíduos sólidos orgânicos urbanos

Produtos resultantes do tratamento de resíduos sólidos orgânicos urbanos

A viabilidade técnica das duas possibilidades é garantida para qualquer quantidade de resíduos. Porém, em uma comparação direta, por ter mais produtos com maior valor agregado, projetos com biodigestores costumam ter maior viabilidade econômica e levar maior vantagem no tratamento de resíduos orgânicos urbanos para quantidades de resíduos acima de 10 t/d.

Contudo, a concepção de biodigestores depende extremamente de um estudo de caso que mostre qual o melhor modelo de negócio para o empreendimento, levando em consideração os preços dos produtos praticados no mercado local, a logística dos resíduos, o local de implantação assim como o custo com a implantação do projeto.

O mercado de biodigestores para o tratamento de resíduos sólidos orgânicos urbanos nos Brasil tem um enorme potencial e esta em franca expansão, com uma demanda muito grande por profissionais qualificados.

Um exemplo prático de um biodigestor dessa categoria pode ser visto na cidade de Marl na Alemanha onde a empresa Refood tem um biodigestor com capacidade de processamento de 300 t/d e uma potência elétrica de 3 MW. O projeto teve um investimento aproximado de € 20 milhões e emprega atualmente cerca de 120 funcionários. Veja o tamanho deste mercado assistindo o vídeo abaixo:

O negócio consiste na coleta e tratamento de resíduos orgânicos para uma área em um raio de 150 km e conta com uma frota de 40 caminhões baú e um sistema totalmente automatizado para a gestão completa do empreendimento.

Como se tornar um especialista na área e se destacar no mercado?

Estar preparado para uma oportunidade é um passo fundamental para alcançar o sucesso. Fazer a diferença e se destacar no mercado, esse é o nosso objetivo. O Portal Resíduos Sólidos, o maior site voltado exclusivamente para o mercado de resíduos sólidos, possui diversos cursos e conteúdos exclusivos que irá impulsionar seu conhecimento, e proporcionar uma experiência respeitada em todo segmento. Conheça a Área Vip do Portal Resíduos Sólidos, conteúdos de altíssima qualidade e com preços acessíveis, experimente nossos planos e brilhe no mercado. Explore seu potencial, seja você o protagonista da sua própria história.

Share this:
Tags:

About gleysson

gleysson

Sou especialista em transformar problemas ambientais em negócios sustentáveis. Formado em Dip. Ing. Verfahrenstechnik (Eng. Química) pela Universidade de Ciências Aplicadas de Frankfurt/M na Alemanha com especialização e experiência em Tecnologias para geração de Energia e Engenharia Ambiental. Larga experiência em Resíduos Sólidos com foco em Biodigestores Anaeróbios

  • LinkedIn
  • Email

1 Comments

  • Victor
    2014-09-12 12:42

    Interessante o artigo, vc sabe se na Alemanha existem alguma regras para encontrar uma área para a localização de um Biodigestor ?

    abçs

Add Comment