PLANO DE NEGÓCIOS NO SETOR DE RESÍDUOS SÓLIDOS

Um plano de negócios para o setor de resíduos é um documento que descreve a estratégia e as metas de um empreendimento relacionado à gestão de resíduos. Ele inclui análises de mercado, projeções financeiras, estratégias de marketing, plano operacional e ações para mitigar riscos. O plano de negócios é fundamental para orientar as decisões, atrair investimentos e garantir a viabilidade e o sucesso do negócio.
Quais os principais problemas do setor de resíduos sólidos? Quais os tipos de negócios no setor de resíduos sólidos? Por que fazer um Planos de Negócios? Estrutura de um Plano de Negócios? Estrutura de um Plano de Negócios

COMPARTILHE

Plano de negócios no setor de resíduos sólidos. O setor de resíduos sólidos enfrenta diversos desafios que demandam soluções eficientes e sustentáveis. Alguns dos principais desafios incluem a falta de infraestrutura adequada para a gestão de resíduos, a disposição inadequada em lixões e aterros sanitários, a baixa taxa de reciclagem, a contaminação ambiental e a poluição decorrentes do descarte incorreto, a falta de conscientização da população sobre a importância da redução e da separação adequada de resíduos, além das questões socioeconômicas relacionadas à informalidade e à baixa remuneração de trabalhadores envolvidos na cadeia de valor dos resíduos sólidos. Enfrentar esses desafios requer esforços conjuntos, investimentos adequados, políticas eficazes e uma mudança de mentalidade em relação ao consumo e ao descarte.

Existem diferentes tipos de negócios lucrativos que surgem como soluções para os desafios do setor de resíduos sólidos. Empresas de reciclagem e compostagem proporcionam a valorização de materiais descartados, gerando produtos reciclados e adubo orgânico. Empreendimentos de tecnologias de tratamento de resíduos oferecem soluções inovadoras para o processamento adequado. Consultorias especializadas auxiliam na gestão eficiente dos resíduos. Negócios de logística reversa facilitam a recuperação de produtos pós-consumo. Além disso, a educação ambiental e a conscientização geram oportunidades para empreendimentos voltados à mudança de comportamento. Esses negócios demonstram que é possível aliar lucratividade com a resolução dos desafios do setor.

A elaboração de um plano de negócio é de extrema importância antes de realizar qualquer investimento no setor de resíduos sólidos. Esse setor apresenta desafios específicos, como regulamentações complexas, necessidade de infraestrutura adequada e demandas variadas. Um plano de negócio detalhado permite avaliar viabilidade financeira, identificar mercado-alvo, analisar concorrência, estabelecer metas e estratégias de marketing, além de considerar aspectos ambientais e sociais. Também auxilia na obtenção de financiamento e atrai potenciais parceiros. Com um plano bem estruturado, é possível minimizar riscos e maximizar as chances de sucesso no mercado de resíduos sólidos.

Quais os principais problemas do setor de resíduos sólidos? 

O setor de resíduos sólidos enfrenta diversos problemas que representam desafios significativos. Alguns dos principais problemas incluem:

  • Disposição inadequada: A disposição inadequada de resíduos em lixões e aterros sanitários não controlados resulta em contaminação do solo, da água e do ar, causando impactos negativos na saúde humana e no meio ambiente.
  • Falta de infraestrutura: Muitas regiões enfrentam falta de infraestrutura adequada para a gestão de resíduos sólidos, como coleta seletiva, reciclagem e tratamento, o que dificulta a implementação de práticas sustentáveis.
  • Baixa taxa de reciclagem: A reciclagem ainda é um desafio em muitas áreas, devido à falta de conscientização, infraestrutura insuficiente e falta de incentivos econômicos para a recuperação de materiais recicláveis.
  • Poluição e degradação ambiental: A má gestão de resíduos sólidos resulta em poluição visual, contaminação de corpos d’água, degradação de ecossistemas naturais e liberação de gases de efeito estufa, contribuindo para problemas ambientais, como a mudança climática.
  • Falta de conscientização e educação: A falta de conscientização e educação sobre a importância da gestão adequada de resíduos sólidos leva a comportamentos inadequados de descarte e falta de engajamento da população, dificultando a implementação de medidas eficazes.
  • Desafios socioeconômicos: O setor de resíduos sólidos enfrenta desafios socioeconômicos, como a informalidade e a baixa remuneração de trabalhadores envolvidos na coleta e triagem de materiais recicláveis, bem como a falta de recursos financeiros para investimentos em infraestrutura e tecnologia.

Superar esses problemas requer a implementação de políticas e regulamentações adequadas, investimentos em infraestrutura e tecnologia, conscientização da população, incentivos econômicos para a reciclagem e a colaboração entre governos, setor privado e sociedade civil.

Antes de investir em usinas no setor de resíduos, é crucial fazer um plano de negócios detalhado. Isso permite uma avaliação cuidadosa da viabilidade financeira, identificação de oportunidades e análise de riscos. Um plano bem elaborado orienta o investimento, garante a eficiência operacional e aumenta as chances de sucesso no setor de usinas de resíduos.
A elaboração de um plano de negócios antes de investir em usinas no setor de resíduos é fundamental. Ele ajuda a identificar a demanda do mercado, analisar a concorrência, estimar custos, calcular o retorno sobre o investimento e definir estratégias de marketing. Um plano sólido proporciona uma base estratégica para tomada de decisões informadas.

Fazer um plano de negócios no setor de resíduos sólidos é essencial para estabelecer uma visão clara e estratégica do empreendimento. Ele permite avaliar a viabilidade do negócio, identificar oportunidades de mercado e planejar as ações necessárias para alcançar o sucesso.

Quais os tipos de negócios no setor de resíduos sólidos?

Existem diversos tipos de negócios no setor de resíduos sólidos, abrangendo diferentes áreas e oportunidades de atuação. Alguns exemplos são:

  • Coleta e transporte: Empresas que oferecem serviços de coleta e transporte de resíduos sólidos, incluindo coleta seletiva, coleta de resíduos orgânicos e gestão de resíduos industriais.
  • Reciclagem: Empresas de reciclagem que recebem resíduos sólidos e os transformam em novos produtos ou materiais reciclados, como papel reciclado, plásticos reciclados, vidro reciclado, entre outros.
  • Compostagem ou biodigestão: Negócios que realizam a compostagem ou biodigestão de resíduos orgânicos, transformando-os em adubo orgânico de alta qualidade, utilizado na agricultura, jardinagem e paisagismo.
  • Tratamento de resíduos: Empresas especializadas no tratamento de resíduos sólidos, como o tratamento de efluentes industriais, tratamento de resíduos perigosos e tratamento de resíduos eletrônicos.
  • Consultoria em gestão de resíduos: Empresas de consultoria que oferecem serviços de assessoria e planejamento estratégico para a gestão adequada de resíduos sólidos, auxiliando na implementação de boas práticas e no cumprimento de regulamentações.
  • Tecnologias de tratamento de resíduos: Empresas que desenvolvem ou implementam tecnologias inovadoras para o tratamento de resíduos sólidos, como sistemas de recuperação de energia, sistemas de digestão anaeróbica e tecnologias de reciclagem avançada.
  • Logística reversa: Negócios que oferecem serviços de logística reversa, facilitando a coleta e o retorno de produtos descartados, como pilhas, baterias, eletrônicos e embalagens, para reciclagem ou destinação adequada.
  • Educação ambiental: Empresas que desenvolvem e oferecem programas de educação ambiental, visando conscientizar e engajar a população sobre a importância da gestão adequada de resíduos sólidos.

Essas são apenas algumas das possibilidades de negócios no setor de resíduos sólidos, e é importante considerar as demandas locais, as regulamentações específicas e identificar oportunidades de inovação e desenvolvimento sustentável nesse setor em constante evolução.

Um plano de negócios é indispensável antes de investir em usinas de reciclagem. Ele permite a análise detalhada do mercado, identificando oportunidades de negócios e concorrentes. Além disso, ajuda a definir estratégias para a coleta e processamento de materiais recicláveis, estimar os custos envolvidos e projetar o retorno do investimento.
Fazer um plano de negócios antes de investir em usinas de reciclagem é fundamental para analisar a viabilidade financeira do empreendimento, identificar demandas de mercado, determinar estratégias de marketing e avaliar riscos. Um plano bem estruturado aumenta as chances de sucesso, garantindo uma gestão eficiente e sustentável da usina de reciclagem.

Um plano de negócios no setor de resíduos sólidos auxilia na identificação e mitigação de riscos, considerando aspectos legais, ambientais e regulatórios. Isso proporciona maior segurança e conformidade com as exigências do setor, evitando problemas futuros.

Porque elaborar um Plano de Negócios?

A definição de um modelo de negócio deve levar em consideração a quantidade de resíduos que podem ser direcionadas ao empreendimento e isso independe de ser um biodigestor, uma usina de compostagem ou usina de reciclagem. A partir desse dado, vamos trabalhar no dimensionamento da central em questão, ou seja, qual a capacidade de processamento da central. Depois disso, precisamos fazer uma pesquisa de mercado para identificar os fabricantes dos equipamentos que vamos precisar, mas … que equipamentos são estes? Isso já vai depender de um estudo de mercado no intuito de identificar que matérias primas ou produtos possuem uma maior chance de comercialização no mercado local, regional, nacional ou mesmo internacional.

Por exemplo, se você pretende montar uma Usina de Reciclagem de Resíduos da Construção Civil na sua cidade, você poderia pensar inicialmente em vender os resíduos processados na forma de areia, brita, bica corrida, rachão, … Porém, se você pesquisar o mercado regional, talvez descubra que na cidade ao lado esta sendo construído um condomínio enorme que tem uma demanda muito grande por tijolos, ou blocos de cimento e que se você investir no maquinário para transformar sua matéria prima nesses produtos, terá um rendimento muito maior, então você deve analisar se quem sabe esse investimento se justifica a longo prazo. Se a resposta for sim, você deve adaptar o seu maquinário para a realização dessa nova função. Feito isso, os valores de investimento mudam novamente assim como a taxa de amortização.

Mas ainda ficam algumas perguntas: Qual o meu rendimento mensal? Qual o melhor modelo de empresa a ser usado? Como é o passo-a-passo para colocar a central finalmente em operação?

Para responder todas essas perguntas você precisa elaborar um Plano de Negócios. O principal resultado desse plano é a identificação do modelo de negócio ideal. Com isso, o empreendedor evita riscos desnecessários. Além do mais, um bom Plano de Negócios permite ao empreendedor aproveitar todo o potencial de mercado e dessa forma ter um retorno muito mais rápido. Esse trabalho deve ser feito por um consultor especializado que deve levar em consideração que cada área tem características específicas, portanto, fatalmente um Plano de Negócios para uma Usina de reciclagem de Plásticos será completamente diferente de um para Biodigestores.

Contratar uma empresa especializada antes de investir em usinas de biogás é fundamental para garantir o sucesso do empreendimento. Essas empresas possuem conhecimento técnico e expertise necessários para realizar estudos de viabilidade, avaliar potenciais de geração de biogás, identificar as melhores tecnologias disponíveis e desenvolver um plano de negócios sólido.
Investir em usinas de biogás sem o apoio de uma empresa especializada pode resultar em riscos e incertezas. As empresas especializadas têm conhecimento em gestão de resíduos orgânicos, tecnologias de digestão anaeróbica e produção de biogás. Elas podem oferecer orientação especializada, desde a concepção do projeto até a operação da usina, garantindo eficiência e rentabilidade.

No caso de biodigestores, existem diversas tecnologias a disposição no mercado atualmente. Essas tecnologias se diferem tanto no seu custo de investimento, como na sua eficiência na geração de biogás. Como muitas vezes a comercialização de biogás é o que traz o maior retorno para o empreendimento, deve-se perseguir tecnologias que possuem alta eficiência de geração de biogás. Por sua vez, a quantidade de biogás gerado depende em grande parte do tipo de resíduos orgânico que esta sendo utilizado no processo. Ainda pode acontecer de termos vários resíduos orgânicos misturados, o que aumenta ainda mais a complexidade dos cálculos de dimensionamento da central. Em alguns modelos de negócio, a venda de biogás corresponderá a maior parte dos rendimentos da central, em outros será a venda de biofertilizantes ou mesmo o tratamento de resíduos orgânicos. Alguns poderão ainda desfrutar de rendimentos relacionados a venda de créditos de carbono … e dessa forma vemos que não existe um modelo padrão de negócios também para biodigestores.

No setor de resíduos sólidos, o plano de negócios é fundamental para estabelecer metas e objetivos claros. Ele permite definir estratégias de curto, médio e longo prazo, proporcionando uma direção estratégica para a empresa.

Estrutura de um Plano de Negócios

Na elaboração de um Projeto Básico o investidor precisa estar seguro de que escolheu o melhor modelo de negócio para o nicho e região pretendida e é conhecedor do mercado a nível local, nacional e até internacional assim como das tecnologias disponíveis e de suas respectivas viabilidades técnica e econômica.

Estudos mostram que no Brasil diversos empreendimentos fracassam justamente na escolha do Modelo de Negócio ideal e levam investidores muitas vezes a falência absoluta, comprometendo bens próprios e o bem estar de suas famílias.

Para evitar investimentos frustrados e desperdícios desnecessários, o Portal Resíduos Sólidos oferece serviços de consultoria para a elaboração de Planos de Negócio feitos de uma maneira participativa, prática e direta, onde serão estudados entre outras coisas, o potencial de mercado e as tecnologias existentes a nível nacional e internacional.

Contratar uma consultoria especializada em negócios com resíduos sólidos para elaborar um plano de negócios é fundamental para obter uma visão especializada e estratégica do setor. Essas consultorias possuem experiência em análises de mercado, identificação de oportunidades, viabilidade financeira e conhecimento das regulamentações e tendências do setor, garantindo um plano robusto e adaptado às necessidades específicas do negócio.
Uma consultoria especializada em negócios com resíduos sólidos traz conhecimento especializado e insights valiosos para a elaboração de um plano de negócios. Ela pode oferecer uma análise aprofundada do mercado, identificar nichos de mercado, desenvolver estratégias competitivas, analisar a viabilidade financeira e orientar as ações necessárias para o sucesso do empreendimento.

Na fase final do Plano de Negócios, o investidor é convidado para participar de uma reunião onde lhe serão apresentados pelo menos 3 Modelos de Negócio recomendáveis, dentre os quais o investidor pode decidir  qual o modelo que melhor condiz com o seu perfil. Após esse procedimento, concluímos a confecção do Plano, o qual é entregue nas formas impressa e digital ao investidor contratante.

Um plano de negócios bem estruturado no setor de resíduos sólidos facilita a captação de recursos financeiros e atrai potenciais investidores. Ele demonstra profissionalismo e planejamento cuidadoso, aumentando as chances de obter financiamento para iniciar ou expandir o negócio.

O Plano de Negócios elaborado pelos profissionais do Portal Resíduos Sólidos é composto de pelo menos 5 capítulos. São eles:

  1. Definições do setor;
  2. Diagnóstico do mercado;
  3. Soluções técnicas disponíveis;
  4. Aspectos Financeiros
  5. Definição do Modelo de Negócios

Na figura abaixo é possível visualizar de uma maneira mais clara este conceito:

A depender do setor específico onde se pretende investir, o Plano de Negócios pode ter seu conteúdo estendido, como por exemplos para empreendimentos que envolvem procedimentos obrigatórios como a implantação do sistema de Logística Reversa e Responsabilidade Compartilhada sobre o Ciclo de Vida dos Produtos ou mesmo os sistemas específicos de gerenciamento de resíduos sólidos perigosos.

Vejamos agora o que será estudado em cada capítulo:

Capítulo 1  – Definições do Setor

Neste capítulo estudaremos como o setor está definido e classificado pelos órgãos oficiais brasileiros. A nível federal, além das leis gerais e específicas, como a Política Nacional de Resíduos Sólidos e Lei do Licenciamento Ambiental, é necessário também considerar as normas do Conselho Nacional do Meio Ambiente – CONAMA e as definições técnicas da Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT. No passo seguinte se faz necessário buscar as determinações Estaduais e Municipais que possuem ligação com o empreendimento.

Neste tópico esclarecemos a definição de resíduos sólidos, do resíduo específico do plano e rejeitos de acordo com leis e normas oficiais vigentes no Brasil. As classificações se diferem de acordo com os resíduos estudados , valendo salientar, a cautela nos resíduos provenientes e seus devidos graus de periculosidade.

Nos casos onde houver necessidade, serão abordadas neste capítulo a logística reversa, como instrumento de desenvolvimento econômico e social caracterizado por um conjunto de ações, procedimentos e meios destinados a viabilizar a coleta e a restituição dos resíduos sólidos ao setor empresarial, para reaproveitamento, em seu ciclo ou em outros ciclos produtivos, ou outra destinação e a responsabilidade compartilhada, focando primeiramente as responsabilidades individuais ( Poder Publico, Privado e Sociedade ) e após a união destes três eixos como parceira na concretização das soluções ambientalmente corretas.

A elaboração de um plano de negócios no setor de resíduos sólidos ajuda a identificar as necessidades do mercado e a desenvolver estratégias de marketing adequadas. Isso possibilita uma abordagem mais eficiente para atrair e conquistar clientes, promovendo o crescimento e a sustentabilidade do negócio.

Capitulo 2 – Diagnóstico do Mercado

Neste capitulo será apresentado um diagnóstico de mercado com foco nas oportunidades e possível lucratividade do setor.

A demanda por usinas de compostagem está em alta devido à crescente preocupação com a gestão sustentável de resíduos orgânicos, transformando-os em adubo de alta qualidade para a agricultura.
Com a necessidade de reduzir a dependência de combustíveis fósseis, a demanda por usinas de biogás está aumentando, pois elas podem transformar resíduos orgânicos em energia renovável e biocombustível.

Serão abordados dados reais para identificar o tamanho do mercado a nível nacional e regional com dados sobre potencial de mercado, concorrentes, fornecedores, público-alvo, produtos com maior demanda e possíveis parcerias .

Algumas considerações importantes neste capítulo:

  • O tamanho do mercado é um indicativo de como começar e onde podemos chegar;
  • O estudo sobre a concorrência torna-se prioridade, quando se busca processos de melhoria contínua.
  • A qualidade dos fornecedores resume-se no entendimento que nosso primeiro cliente é sempre o fornecedor, pois é ele que nos fornece a matéria prima, inicio de todo processo de produção. Portanto, estudo e cautela na escolha do fornecedor torna-se ponto crucial na busca pela qualidade.
  • A identificação exata do Público-Alvo tem uma influencia direta sobre os produtos a serem fabricados a partir do processamento dos resíduos escolhidos como empreendimento;

Finalizando o capitulo 2 com a avaliação de mercado poderão ser negociadas parcerias estratégicas provedoras de bons resultados .

Um plano de negócios no setor de resíduos sólidos promove a transparência e a organização nas operações da empresa. Ele define processos e procedimentos claros, permitindo uma gestão eficiente dos resíduos e garantindo a conformidade com as regulamentações vigentes.

Capitulo 3 – Soluções Técnicas Disponíveis

Atualmente existem milhares de tecnologias para o tratamento de diversos tipos de resíduos. Algumas desenvolvidas em solo nacional e outras disponíveis somente em países desenvolvidos.

A identificação de tecnologias deve levar em consideração as legislações locais como por exemplo a Ordem de Prioridade no Gerenciamento de Resíduos Sólidos definida pela Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305/2010) em seu Art. 9°. Além disso, esse procedimento tem influencia direta no investimento inicial do empreendimento para a aquisição de maquinário, construção, comissionamento, operação e manutenção das centrais assim como na logística necessária para levar a tecnologia onde é produzida até onde ela é necessária.

Após a identificação de tecnologias adequadas ao processo do empreendimento, faremos uma comparação de preços no mercado nacional e europeu, com foco na Alemanha.

Ao elaborar um plano de negócios no setor de resíduos sólidos, é possível avaliar a viabilidade financeira do negócio. Isso inclui estimar custos operacionais, projeção de receitas e retorno do investimento, permitindo uma análise realista da lucratividade e sustentabilidade financeira do empreendimento.

Capítulo 4 – Aspectos Financeiros

Este capitulo esta relacionado com os aspectos financeiros , onde serão colocados em pauta  as linhas de credito na atividade do resíduo escolhido e as estimativas de investimentos necessários, onde serão evidenciados opções com projeções reais, de acordo com a estrutura operacional em questão.

Atualmente as questões voltada para a sustentabilidade são de interesse dos órgãos públicos, privados e terceiro setor e algumas instituições como o BNDES, caixa econômica e o Banco do Brasil dispõem de linhas de crédito especiais para o setor de resíduos sólidos.

Um plano de negócios no setor de resíduos sólidos auxilia na definição da estrutura organizacional, atribuição de responsabilidades e contratação de pessoal qualificado. Isso contribui para uma equipe coesa e capacitada, favorecendo o crescimento e a eficiência operacional do negócio.

Capítulo 5 – Definição do Modelo de Negócio

Finalmente no último capítulo serão demonstrados de forma resumida os principais pontos analisados nos capítulos anteriores na forma de pelo menos 3 modelos de negócios, com suas respectivas analises operacionais e financeiras.

O investidor tem aqui a possibilidade de analisar todo o estudo e fazer a escolha do Modelo de Negócio ideal para o seu perfil de empreendedor.

Além da demonstração escrita, este capítulo também será apresentado na forma de uma palestra técnica permitindo aos investidores a todo o momento, tirarem suas dúvidas ou mesmo sugerirem adaptações nos modelos de negócios apresentados.

Após essa apresentação, o investidor terá a certeza de ter escolhido um modelo de negócio estratégico e com grandes chances de ser altamente lucrativo para o seu Projeto.

Definido o Modelo de Negócio, começa a fase de elaboração do Projeto Básico que contem informações mais especificas sobre os aspectos financeiros, com por exemplo preços dos maquinários e custos de construção, além do cronograma de implantação do projeto. Para essa nova fase deverá ser feito um novo contrato de consultoria.

No setor de resíduos sólidos, um plano de negócios é essencial para monitorar o progresso e realizar ajustes necessários. Ele permite uma avaliação contínua do desempenho do negócio, identificando áreas de melhoria e oportunidades de crescimento.

Por que contratar a Virapuru para fazer o plano de negócios no setor de resíduos sólidos

A Virapuru Engenharia e Sustentabilidade LTDA é uma empresa especializada em elaborar Planos de Negócio para usinas de reciclagem. Contratar a Virapuru para fazer o plano de negócios no setor de resíduos sólidos pode ser uma escolha estratégica e sustentável, pois a empresa possui expertise no mercado internacional e pode ajudar a evitar prejuízos desnecessários.

Gleysson B. Machado: Um dos maiores especialistas do mundo em negócios com resíduos sólidos. Sua vasta experiência e conhecimento abrangem desde a elaboração de planos de gestão integrada até a construção de usinas de reciclagem. Sua expertise tem impactado positivamente o setor de saneamento, promovendo soluções sustentáveis e ambientalmente adequadas.
Gleysson B. Machado é reconhecido internacionalmente como um dos maiores especialistas em negócios com resíduos sólidos. Sua abordagem inovadora e sustentável tem revolucionado a gestão de resíduos, oferecendo soluções técnicas, treinamentos e parcerias estratégicas para a destinação final ambientalmente adequada, a reciclagem eficiente e a geração de novos negócios nesse setor.

Um plano de negócios é um documento que reúne os objetivos da empresa e os passos que serão adotados pelo empresário para alcançar esses propósitos. Ele inclui indicadores que mostram a empresa em sua totalidade, como um retrato, e ajuda a diminuir os riscos de que a empresa não dê certo.

Ao investir em usinas de reciclagem, as empresas podem se posicionar como agentes de mudança, impulsionando a sustentabilidade e colhendo os benefícios financeiros e sociais dessa abordagem responsável. No entanto, existem desafios que podem levar ao insucesso de alguns empresários nesse setor, como a falta de planejamento adequado, com a ausência de um plano de negócios sólido, estudo de viabilidade e análise de mercado insuficientes.

Contratar uma empresa especializada como a Virapuru para fazer o plano de negócios pode ajudar a evitar esses problemas e aumentar as chances de sucesso no setor de resíduos sólidos. Você pode visitar o site da empresa em virapuru.com ou entrar em contato pelo email comercial@virapuru.com para obter mais informações.

Descubra o mundo da gestão de resíduos com a VirapuruFlix! Acesse cursos e mentorias exclusivos sobre reciclagem, tratamento de resíduos e sustentabilidade. Ideal para empresários e ambientalistas que buscam inovar e liderar no mercado verde.
Amplie seu conhecimento em resíduos sólidos com a VirapuruFlix. Com conteúdo técnico avançado, é perfeito para acadêmicos e profissionais do setor ambiental. Assine e mantenha-se atualizado com as melhores práticas e tecnologias!
Gleysson B. Machado

Gleysson B. Machado

Sou especialista em transformar problemas ambientais em negócios sustentáveis. Formado em Dip. Ing. Verfahrenstechnik (Eng. Química) pela Universidade de Ciências Aplicadas de Frankfurt/M na Alemanha com especialização e experiência em Tecnologias para geração de Energia e Engenharia Ambiental. Larga experiência em Resíduos Sólidos com foco em Biodigestores Anaeróbios
Agora é a sua vez. Você acha que consegue contribuir com o conteúdo acima? Deixe seu comentário!

NOSSOS CURSOS

LEIA TAMBÉM

Noticias
Gleysson B. Machado

HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO BRASIL E NO MUNDO

A história da educação ambiental envolve discussões complexas. Conheça O Tratado de Educação Ambiental para Sociedades Sustentáveis e Responsabilidade Global, A Agenda 21, Institucionalização da Educação Ambiental no Brasil, Carta Brasileira para Educação Ambiental, O Programa Nacional de Educação Ambiental (PRONEA ), Política Nacional de Educação Ambiental (PNEA), entenda a história de luta em prol do meio ambiente no Brasil

veja Mais »
Tecnologias
Gleysson B. Machado

BIODIGESTOR DE RESÍDUOS ORGÂNICOS DOMICILIARES DE MARL NA ALEMANHA

O que são resíduos orgânicos municipais? Como ganhar dinheiro com biodigestor de resíduos orgânicos domiciliares? Como surgiu o biodigestor de Marl? Como funciona o tratamento de bioresíduos em Marl? Como o projeto foi viabilizado? Qual o segredo para fazer o projeto de biodigestor de resíduos urbanos orgânicos em Marl? Como montar um projeto de biodigestor de resíduos orgânicos municipais.

veja Mais »