fbpx
novembro 11, 2013
1
||||| 0 |||||
1722

Planos de negócios no setor de Resíduos Sólidos

No setor de resíduos sólidos a maioria dos projetos exigem a emissão de licenciamento ambiental para a sua operação e devem obedecer as normas para licitações e contratos da Administração Pública.

O licenciamento ambiental é um instrumento da Política Nacional de Meio Ambiente, Lei 6.938/1981, e tem como finalidade promover o controle prévio à construção, instalação, ampliação e funcionamento de estabelecimentos e atividades utilizadoras de recursos ambientais, considerados efetiva e potencialmente poluidores, bem como os capazes, sob qualquer forma, de causar degradação ambiental.

A Lei Federal 8.666/1993 institui normas para licitações e contratos da Administração Pública estabelecendo a sequencia obrigatória para a concepção de projetos e definindo os conceitos de Projeto Básico e Executivo.

Com o objetivo de facilitar o acesso a recursos públicos ou de instituições financiadoras, o Portal Resíduos Sólidos adotou como padrão o cumprimentos destas Leis assim como o cumprimentos de Normas e Resoluções especificas para cada projeto e região do Brasil.

A figura abaixo mostra as etapas necessárias de forma resumida para a viabilização de projetos no setor de resíduos sólidos em acordo com as Leis 8666/93 e 6938/81.

Planos de Negócios

Na elaboração de um Projeto Básico o investidor precisa estar seguro de que escolheu o melhor modelo de negócio para o nicho e região pretendida e é conhecedor do mercado a nível local, nacional e até internacional assim como das tecnologias disponíveis e de suas respectivas viabilidades técnica e econômica.

Professor Amarildo Ferrari

Você aprenderá sobre A Política Nacional dos Resíduos Sólidos, Elaboração do Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS), Acondicionamento e tipos de Resíduos, Tratamento e disposição final dos Resíduos, A logística reversa e a Situação dos resíduos sólidos no Brasil

Estudos mostram que no Brasil diversos empreendimentos fracassam justamente na escolha do Modelo de Negócio ideal e levam investidores muitas vezes a falência absoluta, comprometendo bens próprios e o bem estar de suas famílias.

Para evitar investimentos frustrados e desperdícios desnecessários, o Portal Resíduos Sólidos oferece serviços de consultoria para a elaboração de Planos de Negócio feitos de uma maneira participativa, prática e direta, onde serão estudados entre outras coisas, o potencial de mercado e as tecnologias existentes a nível nacional e internacional.

Na fase final do Plano de Negócios, o investidor é convidado para participar de uma reunião onde lhe serão apresentados pelo menos 3 Modelos de Negócio recomendáveis, dentre os quais o investidor pode decidir  qual o modelo que melhor condiz com o seu perfil. Após esse procedimento, concluímos a confecção do Plano, o qual é entregue nas formas impressa e digital ao investidor contratante.

O Plano de Negócios elaborado pelos profissionais do Portal Resíduos Sólidos é composto de pelo menos 5 capítulos. São eles:

  1. Definições do setor;
  2. Diagnóstico do mercado;
  3. Soluções técnicas disponíveis;
  4. Aspectos Financeiros
  5. Definição do Modelo de Negócios

Na figura abaixo é possível visualizar de uma maneira mais clara este conceito:

A depender do setor específico onde se pretende investir, o Plano de Negócios pode ter seu conteúdo estendido, como por exemplos para empreendimentos que envolvem procedimentos obrigatórios como a implantação do sistema de Logística Reversa e Responsabilidade Compartilhada sobre o Ciclo de Vida dos Produtos ou mesmo os sistemas específicos de gerenciamento de resíduos sólidos perigosos.

Vejamos agora o que será estudado em cada capítulo:

Capítulo 1  – Definições do Setor

Neste capítulo estudaremos como o setor está definido e classificado pelos órgãos oficiais brasileiros. A nível federal, além das leis gerais e específicas, como a Política Nacional de Resíduos Sólidos e Lei do Licenciamento Ambiental, é necessário também considerar as normas do Conselho Nacional do Meio Ambiente – CONAMA e as definições técnicas da Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT. No passo seguinte se faz necessário buscar as determinações Estaduais e Municipais que possuem ligação com o empreendimento.

Neste tópico esclarecemos a definição de resíduos sólidos, do resíduo específico do plano e rejeitos de acordo com leis e normas oficiais vigentes no Brasil. As classificações se diferem de acordo com os resíduos estudados , valendo salientar, a cautela nos resíduos provenientes e seus devidos graus de periculosidade.

Nos casos onde houver necessidade, serão abordadas neste capítulo a logística reversa, como instrumento de desenvolvimento econômico e social caracterizado por um conjunto de ações, procedimentos e meios destinados a viabilizar a coleta e a restituição dos resíduos sólidos ao setor empresarial, para reaproveitamento, em seu ciclo ou em outros ciclos produtivos, ou outra destinação e a responsabilidade compartilhada, focando primeiramente as responsabilidades individuais ( Poder Publico, Privado e Sociedade ) e após a união destes três eixos como parceira na concretização das soluções ambientalmente corretas.

Capitulo 2 – Diagnóstico do Mercado

Neste capitulo será apresentado um diagnóstico de mercado com foco nas oportunidades e possível lucratividade do setor.

Serão abordados dados reais para identificar o tamanho do mercado a nível nacional e regional com dados sobre potencial de mercado, concorrentes, fornecedores, público-alvo, produtos com maior demanda e possíveis parcerias .

Algumas considerações importantes neste capítulo:

  • O tamanho do mercado é um indicativo de como começar e onde podemos chegar;
  • O estudo sobre a concorrência torna-se prioridade, quando se busca processos de melhoria contínua.
  • A qualidade dos fornecedores resume-se no entendimento que nosso primeiro cliente é sempre o fornecedor, pois é ele que nos fornece a matéria prima, inicio de todo processo de produção. Portanto, estudo e cautela na escolha do fornecedor torna-se ponto crucial na busca pela qualidade.
  • A identificação exata do Público-Alvo tem uma influencia direta sobre os produtos a serem fabricados a partir do processamento dos resíduos escolhidos como empreendimento;

Finalizando o capitulo 2 com a avaliação de mercado poderão ser negociadas parcerias estratégicas provedoras de bons resultados .

Capitulo 3 – Soluções Técnicas Disponíveis

Atualmente existem milhares de tecnologias para o tratamento de diversos tipos de resíduos. Algumas desenvolvidas em solo nacional e outras disponíveis somente em países desenvolvidos.

A identificação de tecnologias deve levar em consideração as legislações locais como por exemplo a Ordem de Prioridade no Gerenciamento de Resíduos Sólidos definida pela Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305/2010) em seu Art. 9°. Além disso, esse procedimento tem influencia direta no investimento inicial do empreendimento para a aquisição de maquinário, construção, comissionamento, operação e manutenção das centrais assim como na logística necessária para levar a tecnologia onde é produzida até onde ela é necessária.

Após a identificação de tecnologias adequadas ao processo do empreendimento, faremos uma comparação de preços no mercado nacional e europeu, com foco na Alemanha.

Capítulo 4 – Aspectos Financeiros

Este capitulo esta relacionado com os aspectos financeiros , onde serão colocados em pauta  as linhas de credito na atividade do resíduo escolhido e as estimativas de investimentos necessários, onde serão evidenciados opções com projeções reais, de acordo com a estrutura operacional em questão.

Atualmente as questões voltada para a sustentabilidade são de interesse dos órgãos públicos, privados e terceiro setor e algumas instituições como o BNDES, caixa econômica e o Banco do Brasil dispõem de linhas de crédito especiais para o setor de resíduos sólidos.

Capítulo 5 – Definição do Modelo de Negócio

Finalmente no último capítulo serão demonstrados de forma resumida os principais pontos analisados nos capítulos anteriores na forma de pelo menos 3 modelos de negócios, com suas respectivas analises operacionais e financeiras.

O investidor tem aqui a possibilidade de analisar todo o estudo e fazer a escolha do Modelo de Negócio ideal para o seu perfil de empreendedor.

Além da demonstração escrita, este capítulo também será apresentado na forma de uma palestra técnica permitindo aos investidores a todo o momento, tirarem suas dúvidas ou mesmo sugerirem adaptações nos modelos de negócios apresentados.

Após essa apresentação, o investidor terá a certeza de ter escolhido um modelo de negócio estratégico e com grandes chances de ser altamente lucrativo para o seu Projeto.

Definido o Modelo de Negócio, começa a fase de elaboração do Projeto Básico que contem informações mais especificas sobre os aspectos financeiros, com por exemplo preços dos maquinários e custos de construção, além do cronograma de implantação do projeto. Para essa nova fase deverá ser feito um novo contrato de consultoria.

Porque elaborar um Plano de Negócios?

A definição de um modelo de negócio deve levar em consideração a quantidade de resíduos que podem ser direcionadas ao empreendimento e isso independe de ser um biodigestor, uma usina de compostagem ou usina de reciclagem. A partir desse dado, vamos trabalhar no dimensionamento da central em questão, ou seja, qual a capacidade de processamento da central. Depois disso, precisamos fazer uma pesquisa de mercado para identificar os fabricantes dos equipamentos que vamos precisar, mas … que equipamentos são estes? Isso já vai depender de um estudo de mercado no intuito de identificar que matérias primas ou produtos possuem uma maior chance de comercialização no mercado local, regional, nacional ou mesmo internacional.

Por exemplo, se você pretende montar uma Usina de Reciclagem de Resíduos da Construção Civil na sua cidade, você poderia pensar inicialmente em vender os resíduos processados na forma de areia, brita, bica corrida, rachão, … Porém, se você pesquisar o mercado regional, talvez descubra que na cidade ao lado esta sendo construído um condomínio enorme que tem uma demanda muito grande por tijolos, ou blocos de cimento e que se você investir no maquinário para transformar sua matéria prima nesses produtos, terá um rendimento muito maior, então você deve analisar se quem sabe esse investimento se justifica a longo prazo. Se a resposta for sim, você deve adaptar o seu maquinário para a realização dessa nova função. Feito isso, os valores de investimento mudam novamente assim como a taxa de amortização.

Mas ainda ficam algumas perguntas: Qual o meu rendimento mensal? Qual o melhor modelo de empresa a ser usado? Como é o passo-a-passo para colocar a central finalmente em operação?

Para responder todas essas perguntas você precisa elaborar um Plano de Negócios. O principal resultado desse plano é a identificação do modelo de negócio ideal. Com isso, o empreendedor evita riscos desnecessários. Além do mais, um bom Plano de Negócios permite ao empreendedor aproveitar todo o potencial de mercado e dessa forma ter um retorno muito mais rápido. Esse trabalho deve ser feito por um consultor especializado que deve levar em consideração que cada área tem características específicas, portanto, fatalmente um Plano de Negócios para uma Usina de reciclagem de Plásticos será completamente diferente de um para Biodigestores.

No caso de biodigestores, existem diversas tecnologias a disposição no mercado atualmente. Essas tecnologias se diferem tanto no seu custo de investimento, como na sua eficiência na geração de biogás. Como muitas vezes a comercialização de biogás é o que traz o maior retorno para o empreendimento, deve-se perseguir tecnologias que possuem alta eficiência de geração de biogás. Por sua vez, a quantidade de biogás gerado depende em grande parte do tipo de resíduos orgânico que esta sendo utilizado no processo. Ainda pode acontecer de termos vários resíduos orgânicos misturados, o que aumenta ainda mais a complexidade dos cálculos de dimensionamento da central. Em alguns modelos de negócio, a venda de biogás corresponderá a maior parte dos rendimentos da central, em outros será a venda de biofertilizantes ou mesmo o tratamento de resíduos orgânicos. Alguns poderão ainda desfrutar de rendimentos relacionados a venda de créditos de carbono … e dessa forma vemos que não existe um modelo padrão de negócios também para biodigestores.

Se você tem um bom plano de negócios, pode buscar investimentos em bancos ou instituições financeiras ou até mesmo agencias de investidores, muito comum na Europa. Sem um PN é quase impossível achar parcerias para o seu negócio.

Quanto custa o Plano de Negócios feito por profissionais do Portal Resíduos Sólidos?

O valor de um Plano de Negócio feito por profissionais do Portal varia em função da atividade escolhida e pode ser parcelado pelo sistema do PagSeguro em até 18x. O PagSeguro aceita a maior parte dos cartões de crédito utilizados no mercado atualmente.

Consulta prévia gratuita:

O Portal Resíduos Sólidos oferece serviços de consultoria para elaboração de Planos de Negócios nos mais diversos empreendimentos do setor de resíduos sólidos como por exemplo biodigestores, usinas de compostagem, usinas de reciclagem, aterros sanitários, … através do seu quadro de professores e profissionais da área. Através de uma consulta prévia gratuita com nossos profissionais, você pode saber quais os melhores investimentos no setor de resíduos sólidos na cidade de sua escolha ou mesmo se o empreendimento que você esta interessado tem uma boa chance de se desenvolver.

Entre em contato por email sem compromisso para saber se sua ideia pode virar um empreendimento rentável e a partir dessa troca de informações, decida se quer fazer um Plano de Negócios.

Planos de Negócio específicos:

Entre em contato:

Portal Resíduos Sólidos – EnviTeSB Ltda
[email protected]+49 179 2161964

Share this:
Tags:

About gleysson

gleysson

Sou especialista em transformar problemas ambientais em negócios sustentáveis. Formado em Dip. Ing. Verfahrenstechnik (Eng. Química) pela Universidade de Ciências Aplicadas de Frankfurt/M na Alemanha com especialização e experiência em Tecnologias para geração de Energia e Engenharia Ambiental. Larga experiência em Resíduos Sólidos com foco em Biodigestores Anaeróbios

  • LinkedIn
  • Email

1 Comments

  • Dilma Lopes Reis
    2014-04-07 15:54

    Prezado Departamento dos Resíduos Sólidos.
    Sou Dilma Reis estudante inter-cambista em Sydney /Austrália.
    Prazer em estar me comunicando com vocês.
    Portanto estou escrevendo pois estou vivendo na Austrália a sete anos e irei Retornar a viver no Brazil apartir de Maio de 2014.
    Contudo estou estudando um tipo de empreendedor social sustentável. Portando ao visitar a pagina de vocês me interessei bastante em fazer um plano de negocio. Contudo irei viver ao retornar para o Brasil na cidade de Florianópolis em Santa Catarina e gostaria de ter a opinião de vocês com as estratégicas de reciclaguem da cidade de Florianópolis pois estou iniciando a estudar sobre esse assunto contudo pois o que vocês poderá me aconselhar em estudar e me especializar para abrir um investimento de uma cooperativa de reciclaguem de agua por exeplo. Portanto meu primeiro passo ao chegar no Brasil será participar de um seminário do Empretec do Sebrai que ira me dar estratégicas de uma empraza cobaia. contudo como estou fazendo mudança de pais ainda estou em busca de um setor de serviço que tenha aver com meu perfil para me dedicar e investir. Portanto fico grata e agradescida em estar me comunicando com voces.
    Portanto deicho aqui meus contatos para uma futura comunicacao via skype ou telefhone.
    Obrigada.
    Ateciosamente.
    Dilma Reis.
    MOB: 00(61) 414973800
    Skype : dilmalr

Add Comment