Reciclagem X incineração: quem vence essa briga?

foto: Fábio Barros

 

Porque incinerar o lixo pode ser um problema diante da realidade socioeconômica de países menos desenvolvidos? Quais as desvantagens da queima do lixo? Quais os problemas causados pelos resíduos tóxicos da incineração? Reciclagem ou incineração, qual é a melhor opção?

A discussão sobre o que fazer com lixo não cessa. Até mesmo porque, a maioria dos países ainda não sabem nem por onde começar. Ou como no Brasil, ainda estão debatendo e prorrogando os prazos por questões não muito claras. 

Geralmente argumenta-se falta de recursos, ou meramente disfarçam interesses obscuros das partes comprometidas neste processo. Fato é que existe um grupo de  empresários que apontam a incineração como alternativa mais viável economicamente falando.

Pode até ser, que para determinados resíduos, que realmente não têm ainda tecnologia para reaproveitá-los, a incineração seja uma alternativa. Porém, vale lembrar que há uma infinidade de opções economicamente viáveis antes da incineração, que garantem emprego e renda.

comercio de reciclaveis, compra e venda de reciclaveis, reciclagem de residuos,
Curso EXCLUSIVO que revela todos os segredos sobre a compra e venda de recicláveis. Sua vida nunca mais será a mesma depois que descobrir isso.

Neste contexto, verifica-se um descaso com os milhões de cidadãos brasileiros que têm no lixo, sua única fonte de renda. De onde estas pessoas tirariam o sustento, uma vez implantados incineradores por toda parte? 

Antes de bater o martelo em apoio à “galera do fogo”, descubra quais os efeitos colaterais deste processo. Acompanhe este artigo e tire suas próprias conclusões.

Porque incinerar o lixo pode ser um problema diante da realidade socioeconômica de países menos desenvolvidos?

movimento dos catadores de Minas Gerais ajuda o estado a dizer não aos incineradores. foto: envolverde agência de jornalismo.

 

O meio ambiente e o desenvolvimento social são dois elementos indissociáveis. Não podemos continuar tratando como pilares independentes no desenvolvimento sustentável. Este enfoque integrado converte o interesse na sustentabilidade numa grande oportunidade para maior inclusão e menos pobreza.

Neste sentido, resolver o problema do lixo e seus impactos ambientais, pela via da economia circular e seguridade social, parece mais adequado à nossa realidade. Ao contrário da proposta de incinerar os resíduos sólidos urbanos, a reciclagem transfere renda ao longo de todo o seu processo.

Através da reutilização e reciclagem, os catadores conseguem garantir o sustento das suas famílias. E assim todos os dias inúmeras pessoas garimpam no lixo algum material que lhe agregue renda. Podemos então dizer que o  uso de incineradores, vai dar fim ao pouco que estes trabalhadores têm para viver.

Os piromaníacos de plantão, defendem o uso dessas fornalhas gigantes, argumentando seu potencial energético. Mas na verdade, a geração de energia é irrelevante diante do custo social que esta tecnologia apresenta. Isto sem mencionar os riscos para o meio ambiente que os incineradores representam.

Olhando de forma geral a proposta de incineração de resíduos, fica óbvio que o caminho da reciclagem abrange muito mais benefícios. Em todo o processo que começa na coleta, passa pela triagem, transporte e industrialização, milhares de empregos são gerados.

Isto sem mencionar que quando a indústria utiliza resíduos para a fabricação de um novo produto, evita-se a extração de novos recursos naturais. Ou seja, precisamos listar as reais vantagens e desvantagens da incineração.

Quais as desvantagens da queima do lixo?

Certamente é um erro crer que as coisas simplesmente desaparecem quando são queimadas. De acordo com a ciência, a matéria não pode ser destruída – ela apenas muda de forma. Isso pode ser exemplificado examinando-se o destino de algumas substâncias presentes no lixo queimado em incineradores de resíduos sólidos urbanos.

Esses incineradores são em geral alimentados com resíduos misturados que contêm substâncias perigosas, como metais pesados e organoclorados. Após a incineração, os metais pesados presentes no resíduo sólido original são lançados junto com os gases pela chaminé do incinerador.

Estes compostos, por sua vez,  também vão se juntar aos vários resíduos da incineração. Em outras palavras, os incineradores não resolvem os problemas dos materiais tóxicos presentes no lixo.

Quais os problemas causados pelos resíduos tóxicos da incineração?

Na verdade, incineradores apenas convertem esses materiais em outras formas, algumas mais tóxicas que os materiais originais. Esses compostos altamente nocivos, acabam impactando no meio ambiente.

Não há incinerador que não lance na atmosfera algum tipo de poluente. Vários desses compostos que resultam da incineração, são muito resistentes no meio ambiente.

Como vimos ao contrário do que se prega por aí, a incineração traz prejuízos ao meio ambiente e também à saúde de animais e humanos. Veja algumas das doenças causadas pelos resíduos (fumaça e cinzas) desta tecnologia:

  • Câncer;
  • Perturbações no sistema endócrino;
  • Diversas doenças do sistema respiratório.

Além dos problemas de saúde e de contaminação do meio ambiente, os incineradores apresentam outras desvantagens:

  • Custo com equipe especializada
  • Para realizar de forma correta a incineração do lixo é preciso controlar a
    temperatura e o tempo corretamente. Desta forma é necessário investir
    recursos e tempo para treinar profissionais que realizem o processo de
    forma segura e correta.
  • Alto custo para implantação;
  • Alto custo de equipamentos
  • Alto custo de manutenção;

De acordo com um estudo realizado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, os custos de instalações de uma usina de incineração, ultrapassa R$24 milhões. veja trecho da pesquisa:

“O investimento necessário para a implementação inclui planejamento, construção e implementação da usina com capacidade de processar 150 t por dia e efetuar a combustão de 100 t ao dia. Considera também os equipamentos necessários para produzir energia elétrica para suprir a usina e gerar um excedente de 2,1 MW/h.
A estimativa compreende a assistência operacional por dois meses e o capital de giro necessário. O volume estimado de investimentos é de R $24.161.058, desembolsados no ano de implantação, considerando-se que o terreno será cedido pelo município”.

Se somarmos a todo este custo estrutural, à perda de materiais que podem ser reciclados, o resultado é catastrófico. Isto sem contar o desaparecimento de um segmento inteiro gerador de emprego e renda que se desenvolve através da reciclagem.

É possível obter resultados adotando políticas específicas, aproveitando as oportunidades e enfrentando desafios.  Através da integração da problemática ambiental, social e do trabalho digno, é possível construir uma economia sustentável.

“Na verdade, talvez seja nos países em desenvolvimento e nas economias emergentes que surgem as maiores oportunidades de progressão. Tornou-se evidente a urgência de romper com as políticas habituais que defendiam ‘crescer primeiro e limpar mais tarde’.” Greenpeace

Então, a que conclusão chegou? Quer debater melhor esta questão? Inscreva-se no nosso canal e participe da nossa live. Seu posicionamento é fundamental para que possamos resolver o problema do lixo com soluções realmente adequadas.

Acompanhe outras pesquisas sobre incineração de lixo e fique por dentro da realidade deste processo:

Deixe um comentário

Não pare agora, continue lendo