fbpx
Fevereiro 28, 2015
||||| 1 |||||
1040

Resíduos de Equipamentos Eletro-Eletrônicos – REEE

Atualmente a definição de Resíduos de Equipamentos Eletro-Eletrônicos – REEE mais aceita atualmente vem da Comunidade Européia. Antes de se falar em resíduos porém, a diretriz define Equipamentos Eletro-Eletrônicos da seguinte forma:

Diretiva 2002/96/CE do Parlamento Europeu Art. 3° a) “Equipamentos eléctricos e electrónicos”, ou “EEE”: os equipamentos cujo adequado funcionamento depende de correntes eléctricas ou campos electromagnéticos, bem como os equipamentos para geração, transferência e medição dessas correntes e campos, pertencentes às categorias definidas no anexo I A e concebidos para utilização com uma tensão nominal não superior a 1000 V para corrente alterna e 1500 V para corrente contínua;

Saiba tudo sobre Tecnologia de Reciclagem de Equipamentos Eletrônicos no Portal Resíduos SólidosA definição de resíduos de equipamentos eletro-eletrônicos é portanto:

Diretiva 2002/96/CE do Parlamento Europeu Art. 3° b) “Resíduos de equipamentos eléctricos e electrónicos” ou “REEE”: os equipamentos eléctricos ou electrónicos que constituem resíduos, nos termos da alínea a) do artigo 1.o da Directiva 75/442/CEE, incluindo todos os componentes, subconjuntos e materiais consumíveis que fazem parte do produto no momento em que este é descartado;

A composição dos equipamentos eletrônicos que um se tornarão resíduos é um outro fator de relevância por ser extremamente peculiar e individual para cada categoria de equipamento. Celulares costumam ter uma proporção de materiais com alto valor agregado (metais nobres) muito maior do que impressoras que são constituídas com uma grande quantidade de plástico.

Vídeo Aulas com conteúdo exclusivo. Faça sua assinatura agora mesmo.

Países Membros da União Européia (Foto: Wikipédia)

Países Membros da União Européia (Foto: Wikipédia)

Equipamentos eletro-eletrônicos e seus componentes

Existem milhares de equipamentos eletroeletrônicos no mundo atualmente. Alguns com mais funções eletrônicas outros nem tanto. Entre aparelhos de celulares, computadores, sistemas de navegação, tablets, equipamentos de medição e controle e muitos outros, estamos sempre buscando uma maneira inteligente de automatizar funções cada vez mais complexas, que vão desde o cozimento com programação automática até mesmo a criação de robôs para missões impossíveis de realizar pelo ser humano.

O aumento da pressão em função da profundidade dos oceanos sempre foi uma barreira para seres humanos que impossibilitava o estudo nos mares. Hoje, com o auxílio de robôs conseguimos levantar dados que nos auxiliam a compreender cada vez mais o lugar onde vivemos.

Classificação dos Equipamentos e Grupos de Recuperação de Resíduos

Os Equipamentos Eletro-Eletrônicos são classificados na Comunidade Européia em 10 categorias que vão desde os Grandes Eletrodomésticos até os Distribuidores automáticos conforme mostrado na figura abaixo:

Os Grupos de Recuperação tem relação direta com os diferentes processos de reciclagem hoje praticados no continente europeu.

A Lista Brasileira de Resíduos Sólidos do IBAMA

A Gravimetria dos resíduos é fundamental para se entender qualquer atividade no setor de resíduos sólidos. O Portal resíduos Sólidos é o mais completo em análises gravimétricasCom o intuito de viabilizar uma melhor gestão e gerenciamento de resíduos sólidos no Brasil, O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis – IBAMA publicou no dia 18 de dezembro de 2012 a Instrução Normativa Ibama nº 13 também conhecida como Lista Brasileira de Resíduos Sólidos, padronizando a linguagem e terminologias usadas no país para a declaração dos materiais descartados. A partir disso, fica mais fácil tratar estatisticamente e comparativamente dados sobre a geração, destinação e disposição dos resíduos sólidos dos mais diversos empreendimentos e atividades do setor público ou privado.

Essa medida facilita também o manuseio do banco de dados do Sistema Nacional de Informações sobre a Gestão dos Resíduos Sólidos – SINIR, com a gestão menos confusa dos resíduos.

A Lista Brasileira de Resíduos Sólidos foi inspirada na Lista Européia de Resíduos Sólidos (Commission Decision 2000/532/EC), uma das ferramentas utilizadas para se disciplinar as declarações sobre a geração de resíduos sólidos nos diferentes países que compõem a União Européia. Foi utilizada a mesma estrutura de capítulos, subcapítulos e códigos da lista européia, tendo sido adaptadas as fontes geradoras de resíduos e acrescentados os resíduos constantes na antiga lista de resíduos do Cadastro Técnico Federal e na ABNT NBR 10.004/04. A adoção desta lista também facilitará o intercâmbio de informações no âmbito da Convenção de Basileia que dispõe sobre a movimentação transfronteiriça de resíduos (exportação, importação e trânsito).

Como se tornar um especialista na área e se destacar no mercado?

Estar preparado para uma oportunidade é um passo fundamental para alcançar o sucesso. Fazer a diferença e se destacar no mercado, esse é o nosso objetivo. O Portal Resíduos Sólidos, o maior site voltado exclusivamente para o mercado de resíduos sólidos, possui diversos cursos e conteúdos exclusivos que irá impulsionar seu conhecimento, e proporcionar uma experiência respeitada em todo segmento. Conheça a Área Vip do Portal Resíduos Sólidos, conteúdos de altíssima qualidade e com preços acessíveis, experimente nossos planos e brilhe no mercado. Explore seu potencial, seja você o protagonista da sua própria história.

Share this:
Tags:

About gleysson

gleysson

Sou especialista em transformar problemas ambientais em negócios sustentáveis. Formado em Dip. Ing. Verfahrenstechnik (Eng. Química) pela Universidade de Ciências Aplicadas de Frankfurt/M na Alemanha com especialização e experiência em Tecnologias para geração de Energia e Engenharia Ambiental. Larga experiência em Resíduos Sólidos com foco em Biodigestores Anaeróbios

  • LinkedIn
  • Email