fbpx
maio 23, 2014
0
||||| 0 |||||
850

Separação automática de garrafas PET

Entenda como funciona a automação de separação de recicláveis.

Como funciona a separação automática de garrafas PET? Qual é o impacto social da integração com catadores? Qual a viabilidade econômica do projeto?

A automação dos processos produtivos permite o aumento da produção e da sua eficiência em qualquer setor da economia. Puxando para o setor de resíduos sólidos, a automação de fato melhora os processos operacionais, principalmente nas centrais de triagem. Nas quais as pessoas são substituídas por esteiras e o trabalho manual de separação por sensores de identificação. Em contrapartida, é comum ver grande parte das centrais que investem na automação abrir falência e encerrar suas atividades. Isso soa com certa incoerência, como a automação faz uma central de triagem quebrar?

A resposta é simples meu caro consultor/investidor… Através do estudo gravimétrico é possível traçar um plano de ação antes fazer o investimento. Em primeiro lugar, é preciso conhecer a quantidade e os tipos de resíduos gerados na sua região. Em seguida entender o mercado, identificar quem são os geradores, atravessadores e compradores do seu produto.

“Não adianta investir em tecnologia de ponta se você não tem acesso ao principal, a matéria prima” André L. Ferreira

Não jogue dinheiro fora! Veja como é feito um DIAGNÓSTICO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS – GRAVIMETRIA e não corra riscos desnecessários. Conte com dicas exclusivas de pessoas que vivenciam na prática o setor de resíduos sólidos.

Participe do melhor treinamento empresarial gratuito oferecido pelo Virapuru Training Center Lixo é Dinheiro

Treinamento Empresarial - Lixo é Dinheiro - 100% online e Gratuito

Como funciona a separação automática de garrafas PET?

A separação automática de resíduos sólidos acontece normalmente em países onde praticamente não existem catadores de material reciclável ou reutilizável. Por exemplo em alguns países da Europa, como a Alemanha. Com o objetivo de separar enormes quantidades de resíduos faz se necessário então lançar mão de sistemas automatizados e eficientes. Para assim viabilizar o setor de reciclagem fornecendo matéria prima secundária para o setor de produção local. Além de abrir a possibilidade de exportar esse material para países que possuem grande demanda e bons preços.

Em uma central de triagem o processo de separação automática de garrafas PET acontece no final de uma esteira comum. Na figura abaixo é possível enxergar os principais componentes de uma separação automática de resíduos.

Separador automático de PET.

São instalados sensores óticos (1) capazes de reconhecer diversos tipos de materiais que podem ser previamente programada no sistema. Permitindo assim que um mesmo conjunto de sensores seja capaz de reconhecer outros tipos de materiais. Ao identificar o material, entra em ação um sistema de sopro (2) instalado no final da esteira. Liberando assim um jato de ar comprimido exatamente no objeto identificado. Após a esteira, existem dois compartimentos que vão receber os resíduos (3). O que não recebe o sopro cai no primeiro compartimento. Já o resíduo escolhido (garrafa PET) recebe um sopro, ou impulso energético, e cai no compartimento mais distante da esteira. A automação permite que a central seja extremamente versátil, se adaptando facilmente aos tipos de resíduos que se deseja separar.

Veja no vídeo abaixo o funcionamento do sistema:

Qual é o impacto social da integração com catadores?

A automação permite que um maior número de material seja processado e oferece uma boa qualidade de produtos separados. Além disso oferece a vantagem de trabalhar em turnos de 24 horas. No Brasil esse trabalho ainda é feito manualmente por catadores de material reciclável ou reutilizável. Nas centrais de triagem automáticas necessitam de uma certa quantidade de funcionários para a realização da pré-seleção dos resíduos recebidos. Funcionários com qualificação técnica realizam a manutenção e operação da central. Porém, tais centrais possuem capacidade limitada de geração de emprego. Em cidades onde existam grandes quantidades de catadores, a implantação de sistemas automatizados deve ser feita somente onde houver necessidade. Para evitar que os catadores percam vagas de trabalho, tais projetos devem ser elaborados considerando as legislações vigentes no país.

Por outro lado, deve-se qualificar a mão de obra local possibilitando que os catadores possam trabalhar na operação e manutenção de centrais modernas. Permitindo assim que o setor aumente sua viabilidade econômica ao aumentar sua capacidade de produção.

Qual a viabilidade econômica do projeto?

A viabilidade econômica de sistemas automáticos depende de um minucioso estudo de mercado aliado a escolha correta da tecnologia. E por outro lado depende também de um estudo criterioso do tipo de resíduo que precisa ser separado. Dessa forma, somente municípios que possuem um ESTUDO GRAVIMÉTRICO conseguem ser atraente para investidores deste setor. O trabalho de elaboração de Planos Municipais de Gestão Integrada exigem o estudo gravimétrico com base em dados primários. E dessa forma, nos municípios onde isso realmente acontece, pode contribuir enormemente para o desenvolvimento sustentável. Ao atrair empresas para o município consequentemente aumentará a geração de emprego e renda, além de excelente oportunidades de negócios.

Palavras chaves: equipamentos para separação de lixo; máquina de separar lixo; lixeira que separa o lixo automaticamente; maquinas para reciclagem de lixo urbano; maquinas para triagem de lixo; separador de lixo automatizado; reciclagem automatizada; separador de materiais recicláveis.

 

Share this:
Tags:

About gleysson

gleysson

Sou especialista em transformar problemas ambientais em negócios sustentáveis. Formado em Dip. Ing. Verfahrenstechnik (Eng. Química) pela Universidade de Ciências Aplicadas de Frankfurt/M na Alemanha com especialização e experiência em Tecnologias para geração de Energia e Engenharia Ambiental. Larga experiência em Resíduos Sólidos com foco em Biodigestores Anaeróbios

  • LinkedIn
  • Email

Add Comment