Instalada subcomissão de Resíduos Sólidos

Está marcada para 15h30 desta terça-feira (24) a instalação da subcomissão temporária criada para acompanhar e fiscalizar a implantação do Plano Nacional de Resíduos Sólidos. Integram o novo colegiado os senadores Cícero Lucena (PSDB-PB), Anibal Diniz (PT-AC), Rodrigo Rollemberg (PSB-DF), Valdir Raupp (PMDB-RO) e Eduardo Amorim (PSC-SE).

A subcomissão é ligada à Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA) e foi criada por sugestão do senador Cícero Lucena. O parlamentar se disse preocupado com a implantação de medidas contidas na Lei 12.305/10, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos, como o fechamento de lixões até 2014 e a elaboração de planos municipais para descarte correto de lixo.

– Tenho percebido a preocupação dos prefeitos, principalmente das pequenas cidades, que não têm condições técnicas nem financeiras para o cumprimento dessa lei. É função dessa Casa, que discutiu por dezenove anos a Política de Resíduos Sólidos, agora acompanhar sua implementação – disse.

Além do fim de lixões a céu aberto, a lei estabelece a criação de aterros sanitários, com tecnologia para evitar a contaminação do lençol freático e para promover a captação do chorume que resulta da degradação do lixo e a queima do metano para geração de energia.

Você quer trabalhar ou empreender no setor de resíduos mas não sabe por onde começar? Boas notícias! Não precisa fazer faculdade! Este curso foi feito pra você!

Determina ainda o aproveitamento do lixo orgânico, a ser transformado em adubo, e a coleta seletiva de todo o material que pode ser reciclado. Também está prevista, entre outras medidas, a responsabilidade compartilhada de fabricantes, importadores, distribuidores, comerciantes e cidadãos na chamada logística reversa, que prevê o retorno de embalagens após o uso do produto.

Iara Guimarães Altafin
Agência Senado

Esse conteúdo precisa alcançar mais pessoas. Compartilhe!

Agora é a sua vez. Você acha que consegue contribuir com o conteúdo acima? Deixe seu comentário!

Não pare agora, continue lendo