fbpx
maio 4, 2016
||||| 0 |||||
206

SusTenTeCH – Nova aposta da EnviTeSB e Portal Resíduos Sólidos

A sociedade do futuro é a sociedade do conhecimento, mas pouco se investe em Pesquisa e Desenvolvimento no Brasil

Desde que traçadas as metas e seguido os planos para atingir os objetivos, é possível lançarmos novos mercados pelo conhecimento que produzimos. Mesmo em um país tão difícil como o Brasil. Os principais obstáculos para a produção modernizada e competitiva de muitos setores do mercado brasileiro, são os problemas estruturais da Pesquisa & Desenvolvimento (P&D), como a baixa inserção do país nas Cadeias Globais de Valor (CGVs) e as barreiras políticas e culturais impostas ao investimento.

Os indicadores de inovação estão diretamente ligados ao nível de atividade econômica do país. Com a redução nas taxas de crescimento, a demanda cai, a produção diminui e as empresas tendem a cortar investimentos. A área de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) costuma ser bastante prejudicada, já que os custos com inovação são altos, assim como os riscos de o resultado esperado não ser alcançado.

gerenciamento de resíduos sólidos pdf gestão de resíduos sólidos urbanos gestão de resíduos no brasil gerenciamento de resíduos industriais como é feito o gerenciamento de residuos solidos curso gestão de resíduos gerenciamento de resíduos de serviços de saúde gestão integrada de resíduos sólidos

Se você realmente deseja realizar seu sonho de trabalhar em prol do meio ambiente e ajudando milhares de pessoas, você precisa se qualificar. O Treinamento em Gerenciamento de Resíduos Sólidos é apontado por especialistas como o melhor do mercado para consultores, assessores, funcionários públicos, empresários, investidores e futuros profissionais. O conhecimento que está neste curso é a única coisa que lhe separa dos seus sonhos. Em apenas 2 meses você poderá comprovar. Quanto tempo mais você vai precisar para decidir investir no seu próprio desenvolvimento?

No Global Innovation Index (GII) de 2015, o Brasil caiu da 66ª posição para a 70ª colocação, entre 141 países analisados, ficando atrás dos vizinhos Uruguai, Colômbia e Chile. Tal índice é responsável por mensurar e acompanhar a inovação e outros indicadores de desempenho dos países. No nosso caso, o Brasil perde muitos pontos nos itens “ambiente de negócios”, “facilidade de começar um negócio” e “facilidade de pagar impostos”. Outro indicador mensurado pelo relatório do GII, que se refere aos investimentos em P&D, colocou o Brasil na 33ª posição de 228 países analisados.

Ao comparar a proporção, relacionado ao PIB, do investimento em P&D no país, com os números de nações da OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico, organização internacional com 34 países que aceitam os princípios da democracia representativa e da economia de livre mercado) e de outros países da América Latina e do Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), percebe-se que o Brasil só está acima de México, Argentina, Chile, África do Sul e Rússia, ficando muito distante de China e Coreia do Sul, por exemplo, nações que iniciaram muito recentemente o salto de desenvolvimento industrial. A China tornou-se, em 2011, o segundo maior investidor mundial em P&D.

Relação de investimento em pesquisa e desenvolvimento pelo Estado e pela Iniciativa Privada no mundo.

Relação de investimento em pesquisa e desenvolvimento pelo Estado e pela Iniciativa Privada no mundo.

Dessa forma, a grande diferença entre o Brasil e os outros países desses grupos é o volume de investimento em Pesquisa e Desenvolvimento feito pela iniciativa privada.

No Brasil, 45,7% do gasto em P&D é feito pelas empresas, enquanto em vários países, mais dinâmicos tecnologicamente, como Estados Unidos, Alemanha, China, Coreia e Japão, chega a ser 75%, e o montante investido é sempre quase o triplo ou o quádruplo do brasileiro. O que demonstra que a participação do setor empresarial nos esforços tecnológicos brasileiros ainda está aquém dos níveis observados internacionalmente.

 

Dados do Banco Mundial e Global Innovation Index (GII, 2015)

Dados do Banco Mundial e Global Innovation Index (GII, 2015)

Os últimos dados do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) apontam para um investimento brasileiro anual em P&D em torno de R$ 64 bilhões, o que representa apenas 1,23% de seu PIB. O financiamento público respondeu por 54,7% deste montante. Enquanto isso, a China investiu 2% de seu PIB, os Estados Unidos desembolsaram 2,8% do PIB, e a Coréia do Sul, 4,36%, conforme figura acima.

Analisado o cenário, conclui-se que a maior participação das entidades representativas do setor privado no tema, certamente aumentaria a homogeneidade e competitividade de segmentos que ainda não deslancharam.

Contudo, a EnviTeSB / Portal Resíduos Sólidos, enxerga a importância da Pesquisa, Desenvolvimento e Ciência aplicada no dia-a-dia da Sociedade e das Organizações, no sentido de melhorar a qualidade de vida das pessoas e gerar riquezas ao nosso país. Além de ajudar a formar e informar cada vez mais cidadãos, com um “mindset” voltado para a Sustentabilidade.

Dessa forma, o intuito é disseminar a informação e ampliar nossas competências na economia do conhecimento, onde temos vantagens expressivas, tanto em termos de potencial produtivo quanto de domínio tecnológico; e, consequentemente, reduzir a brecha tecnológica, concentrando esforços em setores estratégicos.

Por esse motivo, foi criado o Concurso Cultural SusTenTeCH, com a missão de estimular além da criação, a preservação de conhecimento capaz de tornar o Brasil um país mais inteligente, socialmente justo e economicamente sustentável.

O Concurso Cultural SusTenTeCH vai receber trabalhos, artigos ou TCC´s, por meio de um cadastro, para promovê-los e publicá-los a cada trimestre, no Portal Resíduos Sólidos e no Facebook Tratamento de Resíduos Sólidos.

Serão escolhidos três participantes e os temas serão pré-definidos pela organização do concurso. Em sua grande maioria estarão ligados ao meio ambiente e às necessidades atuais do nosso país, população e comunidades, Brasil afora.

Em breve colocaremos no ar a primeira rodada do Concurso Cultural SusTenTeCH. Fiquem ligados, preparem seus trabalhos, artigos, TCC´s, que estavam na gaveta! Vamos começar esse intercâmbio de desenvolvimento.

O Virapuru Training Center é o maior especialista em energia e meio ambiente em língua portuguesa

Quando você perceber que toda a sua luta por melhor qualidade de vida para você e sua família, por reconhecimento profissional e por liberdade financeira depende única e exclusivamente do desenvolvimento de suas competências, você vai tomar a atitude certa. Os maiores sinais das gigantescas oportunidades do mercado de resíduos sólidos são as cidades com ruas sujas, rios e mares poluídos e lixo sem destinação correta. Em contraste com isso tudo, catadores reconhecem o valor de produtos nos lixões e tiram daí seu sustento. Quanto tempo mais você vai precisar para entender o que está acontecendo no planeta onde você vive?

Share this:
Tags:

About Giselle Mendes

Giselle Mendes

  • Email